GP1

São Paulo - São Paulo

Claudia Rodrigues recebe alta e deixa hospital em São Paulo

Ela recebeu alta na tarde desta quinta-feira (4). A artista saiu do hospital acompanhada de sua noiva.

A atriz Claudia Rodrigues recebeu alta médica na tarde desta quinta-feira (4). Ela deixou o Hospital Israelita Albert Einstein, localizado em São Paulo, acompanhada de sua noiva, Adriane Bonato.

Elas foram fotografadas no momento em que saíam da unidade hospitalar. "Minha baixinha teve alta e não poderíamos estar mais felizes. A Claudinha impressionou toda a equipe médica e de enfermagem com a evolução que teve nos últimos seis meses. Ela tem as sequelas da esclerose múltipla, como a dificuldade na locomoção, mas está melhorando gradativamente. A postura dela está muito melhor, além de ter apresentado uma evolução na parte cognitiva, no equilíbrio e na marcha para caminhar", contou a noiva da atriz, em entrevista à imprensa.

Foto: Francisco Cepeda/Press BrazilClaudia Rodrigues e sua namorada deixando o hospital
Claudia Rodrigues e sua namorada deixando o hospital

Internação

Claudia Rodrigues foi internada no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, desde segunda-feira (1), com o intuito de passar por uma bateria de exames. Ela realizou exames de ressonância magnética de crânio e coluna, além de uma série de exames de sangue. A atriz apresenta sequelas da esclerose múltipla, doença autoimune que atinge o sistema nervoso. Sua noiva, expôs que a cada seis meses ela precisa fazer esses exames, para que tenha acesso a uma medicação dos Estados Unidos.

"No caso dela, a esclerose afetou os olhos, o caminhar e a falta de equilíbrio [...] A cada seis meses esses exames precisam ser feitos para checar a presença de anticorpos no organismo dela. Só depois dos resultados, ela é liberada para seguir com a medicação vinda dos Estados Unidos", explicou Adriane Bonato.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.