Política

STF julga no dia 13 pedido de Michel Temer contra Rodrigo Janot

O presidente Michel Temer afirmou no processo que é vítima de perseguição pessoal por parte do procurador-geral.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar na próxima quarta-feira, 13 de setembro, um pedido do presidente Michel Temer (PMDB), para tentar impedir que o procurador-geral da república, Rodrigo Janot, atue nos processos em que ele é investigado.

Confira aquia petição.

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoMichel TemerMichel Temer

O pedido será analisado pelos onze ministros do Supremo. O presidente Michel Temer afirmou no processo que é vítima de perseguição pessoal por parte do procurador-geral e ainda pediu que fossem anulados todos os atos de Rodrigo Janot contra o presidente, incluindo investigações e a denúncia por corrupção passiva já rejeitada na Câmara, informou o G1.

O julgamento vai acontecer próximo da saída de Janot do comando da procuradoria-geral, que acontece no dia 17 de setembro, onde irá assumir Raquel Dodge, escolhida por Temer para o cargo. Antes de sua saída, existe uma expectativa para que seja apresentada uma nova denúncia contra o presidente.

  • Foto: Fátima Meira/Futura Press/Estadão ConteúdoRodrigo Janot Rodrigo Janot

Para evitar isso, nesse julgamento do dia 13 de setembro também será analisado pedido feito pela defesa do presidente para que Janot seja impedido de apresentar uma nova denúncia, onde serão contestadas as delações premiadas após a divulgação de recentes áudios envolvendo Joesley Batistae Ricardo Saud. A defesa do presidente vai argumentar que o dono da empresa, Joesley Batista, gravou conversa com Temer sob possível orientação da PGR.

MAIS NA WEB