Blog Opinião
GP1

Ministro da Saúde blefa


*Por Júlio César Cardoso

De forma demagógica, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, militante petista, faz a defesa do ex-presidente Lula ao se tratar em hospital privado, tergiversando para não comprometer o cargo que exerce. Se o SUS fosse essa excelência não se procuraria a rede médica privada.

É inverídica a afirmação de que o SUS está preparado para o tratamento de câncer - como não está para as demais doenças -, pois o agendamento de uma consulta ou operação pode levar meses para atendimento. Cito o caso do pobre cidadão brasileiro, Telmo Oliveira dos Santos, 48 anos, pai de dois filhos, que agoniza em leito de hospital do SUS (Jornal Eletrônico Rondoniaaovivo), em busca de uma operação de emergência há 40 dias, correndo o risco de ficar tetraplégico.

Assim, o ministro blefa quando tenta minimizar ao afirmar que “os medicamentos que o ex-presidente está recebendo no Hospital Sírio-Libanês são os mesmos fornecidos pelo SUS”. Este é o Brasil sui generis que os povos estrangeiros não conhecem.

*Júlio César Cardoso
Bacharel em Direito e servidor federal aposentado

*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.