Blog Opinião
GP1

O Brasil não merece reeleger um governo corrupto


Imagem: GP1Júlio César Cardoso(Imagem:GP1)Júlio César Cardoso

*Por Júlio César Cardoso


O Brasil não merece continuar sendo enganado e governado por um partido que há 12 anos no poder não reverteu a situação delicada da Educação, Saúde e Segurança Pública, e que compartilha com a corrupção pública, protegendo os seus autores. E se não fosse o jornalismo investigativo nacional, as falcatruas do governo não seriam denunciadas para conhecimento da sociedade.

Nos debates do segundo turno, Dilma Rousseff se utilizou de métodos fascistas na tentativa de desmoralizar Aécio Neves, como o PT fez com a candidata Marina Silva. Mas Aécio Neves deixou o governo mineiro com aprovação de 92% dos mineiros. Ou isso é mentira?

O governo do PT, no passado, criticava a comunidade financeira, mas os banqueiros hoje estão muito satisfeitos com o governo petista: só tiveram lucro. Eles ganharam do Lula, caído do céu, a carteira de empréstimo consignado aos aposentados, que não podem sobreviver com o que ganham. Essa carteira gera aos banqueiros lucros formidáveis. Em consequência, a maioria dos aposentados do INSS, que pegaram dinheiro nos bancos, está endividada até o pescoço e, ao morrer, vão deixar a dívida para a família.

O governo petista finge que se preocupa com os pobres. Mas vejam: o programa Minha Casa, Minha Vida é uma propaganda política enganosa de Dilma Rousseff, e eis aqui a verdade: para os pobres, Dilma dedica a periferia distante, com residências pequenas e precárias, construídas a dezenas de quilômetros das capitais ou municípios, dificultando muito o deslocamento dessa gente para o mercado de trabalho.

No último debate político da TV Globo, Dilma não respondeu pergunta do eleitor sobre aluguel e o impacto da inflação na habitação. Fugiu do assunto inflação e preferiu falar do Minha Casa Minha Vida, deixando de lado a questão do aumento dos preços do aluguel. Indiretamente, disse que, para driblar esse aumento do aluguel, o povo deveria comprar casas no Minha Casa Minha Vida, ou seja, o pobre não tem que morar nos centros urbanos, mas sim nos quintos dos infernos das cidades.

No governo petista, Lula e o seu filho ficaram ricos, como isso é possível? Como se sabe, toda a pelegada petista, espalhada nos órgãos públicos, está se locupletando com o dinheiro público. A corrupção na PETROBRAS - muito maior do que o imoral caso do MENSALÃO, que levou para cadeia uma quadrilha corrupta – se transformou no maior escândalo de corrupção de um governo brasileiro. E isso não é suficiente para o eleitor expulsar da Presidência Dilma e o seu bando corrupto?

Dilma Rousseff, até hoje só mamou nas tetas dos serviços públicos. Sem competência para trabalhar na iniciativa privada, foi dona de loja de artigos R$1,99, em Porto Alegre, que vendia bugiganga importada, e que foi fechada. Ora, a incompetência dela para administrar uma loja de artigos R$1,99 só podia mesmo mostrar a sua natural incompetência para presidir o Brasil.

Dilma Rousseff mente ao país deslavadamente como sempre fez o PT. Na Ata da Petrobras consta que o corrupto diretor Paulo Roberto pediu para sair da diretoria, mas Dilma insiste - mentindo - que ele foi demitido.

Dilma Rousseff, como o PT, na sua esteira de mentiras, continua a afirmar que o Bolsa Família foi invenção do PT. Porém, a Lei 10.836, de 9 de janeiro de 2004, desmente informando a UNIFICAÇÃO DE PROGRAMAS DE GOVERNOS ANTERIORES, CONFOME PARÁGRAFO ÚNICO.

LEI No 10.836, DE 9 DE JANEIRO DE 2004.
Art. 1o Fica criado, no âmbito da Presidência da República, o Programa Bolsa Família, destinado às ações de transferência de renda com condicionalidades.
Parágrafo único. O Programa de que trata o caput tem por finalidade a unificação dos procedimentos de gestão e execução das ações de transferência de renda do Governo Federal, especialmente as do Programa Nacional de Renda Mínima vinculado à Educação - Bolsa Escola, instituído pela Lei nº 10.219, de 11 de abril de 2001, do Programa Nacional de Acesso à Alimentação - PNAA, criado pela Lei n o 10.689, de 13 de junho de 2003, do Programa Nacional de Renda Mínima vinculada à Saúde - Bolsa Alimentação, instituído pela Medida Provisória n o 2.206-1, de 6 de setembro de 2001, do Programa Auxílio-Gás, instituído pelo Decreto nº 4.102, de 24 de janeiro de 2002, e do Cadastramento Único do Governo Federal, instituído pelo Decreto nº 3.877, de 24 de julho de 2001.

E para culminar com a imoralidade do PT, a revista Veja acaba de publicar reportagem em que o doleiro Youssef faz revelações bombásticas envolvendo o governo. Com efeito, e não podia ser de outra forma, a reação do eleitor é de muita indignação com as falcatruas do governo petista.

*Júlio César Cardoso é bacharel em Direito e servidor federal aposentado


*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.