Blog Opinião
GP1

Política: A arte do impossível?


*Josenildo Melo

Imagem: DivulgaçãoJornalista Josenildo Melo(Imagem:Divulgação)Jornalista Josenildo Melo
Política é política; política é a arte do impossível, do possível, do agrupamento de idéias, de amigos e inimigos que se unem em defesa do bem da coletividade, da alternância de poder, de defesa da democracia, das liberdades, do aperfeiçoamento do conhecimento. Temos que passar a entender que a política é dinâmica; política é política e o resto é pensamento hipócrita perante a realidade política.

Na arte nobre da política nenhum intelectual ou pessoa simples deve se surpreender com nada, pois o campo de batalha é amplo e quem na contemporaneidade sai em defesa de princípios retrógrados ou não entende de política em seu sentido científico ou está a serviço de algum oportunista ou ideólogo. Política é política e o alvo é a busca do poder, ocupação do poder e posteriormente a própria manutenção do Poder ocupado, conquistado, e conquista é sempre algo trabalhoso, sereno, calculado, racionalizado, executado na mansidão e em passos cada vez mais cautelosos e pacientes. Política é algo extremamente cauteloso.

Nunca é demais enfatizar o sentido científico do termo política. O QUE É MESMO POLÍTICA? Política é a ciência da governação de um Estado ou Nação e também uma arte de negociação para compatibilizar interesses. O termo tem origem no grego politiká, uma derivação de polis que designa aquilo que é público. O significado de política é muito abrangente e está, em geral, relacionado com aquilo que diz respeito ao espaço público.

E o que adianta falar de política se o povo não gosta, quem proclamou ideologicamente este mito? O povo, a população nunca gostou tanto de política como no atual momento. Hoje se ouve bastante rádio AM e boas emissoras em FM, depois das redes sociais, dos portais, da necessidade de melhor qualificação profissional, mesmo que seja em consultório médico ou lavando as louças as pessoas estão atentas aos acontecimentos políticos e já conseguem captar as razões de fatos e acontecimentos com naturalidade. Vai ser perca de tempo, fazer comparações de palavras ditas ou não ditas! O povo entende mais do que nunca na contemporaneidade as razões das circunstâncias. Na arte da política devem-se entender também os arranjos. Na arte do bom exercício da política pra ganhar deve-se compreender as composições refeitas.

O QUE É CIRCUNSTÂNCIA? Significado de circunstância: s.f. Particularidade que caracteriza um fato, uma situação e, além disso, aquilo que os acompanham. Situação auxiliar ou detalhe que complementa e define um acontecimento; particularidade. Indicação comprovativa que determina o real significado de um fato e/ou condição. Que caracteriza o estado atual das coisas; conjuntura ou contexto: dobrar-se às circunstâncias. Ocasião. Em que há formalidade: a festa estava cheia de fausto e circunstância. Jurídico: Fato ou motivo que acompanha o crime ou delito e agrava ou atenua a culpabilidade de quem o praticou: circunstância agravante; circunstância atenuante. Explicação etimológica do termo circunstância: etm. Do latim: circumstantia. É isso aí, é a vida. Já ouviram a famosa frase popular: o mundo e suas circunstâncias! Este é o verdadeiro mundo político. A realidade da política!

POLÍTICA: A ARTE DO IMPOSSÍVEL? Por isso afirmamos do possível e do impossível; no mundo atual o que parece impossível pra alguns não é; já o que parece possível para outros se torna muito mais fácil do que se imagina. Costumamos dizer reiteradamente que política é que nem a vida, não tem espaço pra ódio. Ele pode até brotar internamente, mas expô-lo é loucura, insanidade; e vivemos em um mundo que ninguém socorre ninguém em atos insanos e impensáveis. Política é a arte da razão, do cálculo, mas também a arte do “banho de povo”. Todo bom político nasce do mergulho incessante no meio do povo, da população. O povo, a população gosta de se sentir valorizada, respeitada, dar o maior 10 conversar com o seu governante. Por esta razão, O SOBERANO está cada vez mais no caminho certo; quebra paradigmas aqui, ali. Conversa com um aqui, outro ali. Compõe aqui e ali, mas sempre de acordo com os desejos, os anseios do seu povo, da sua população. E com independência e sempre dentro dos parâmetros da LEI.

Com Deus e com o povo, com a população ninguém segura jovens e anciãos determinados; gerações antigas e novas; líderes antigos e atuais; pessoas de ocasião e de circunstância; pessoas livres e pessoas com acentuados desejos de liberdade. Em se tratando de Poder os mineiros são pragmáticos: o importante é alcançar bem os objetivos desejados. Política: a arte do possível e do impossível também!

FRASES: "A liberdade de escolha deve ser mais valorizada que qualquer bem que a terra possa dar." David O. McKay. "Muitas das circunstâncias da vida são criadas por três escolhas básicas: as disciplinas que você decide manter, as pessoas com quem você decide estar; e, as leis que você decide obedecer." Charles Millhuff. "Nunca perca a fé na humanidade, pois ela é como um oceano. Só porque existem algumas gotas de água suja nele, não quer dizer que ele esteja sujo por completo." Mahatma Ghandi. "O caráter de um homem é formado pelas pessoas que escolheu para conviver." Sigmund Freud.

Josenildo Melo é JORNALISTA

*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.