GP1

Advogado Jefferson Moura não tem senso do ridículo!

Quando esteve preso por homicídio, ele chegou a reclamar das acomodações do Batalhão da Polícia Militar.

O advogado Jefferson Moura Costa é abusado e não tem senso do ridículo!  

Na última vez que esteve preso, acusado de homicídio contra um cabo do exército, Jefferson Moura Costa peticionou ao comandante do 4º Batalhão da Policia Militar, reclamando das acomodações.

“Realmente me encontro numa dependência do Batalhão da Polícia Militar, mas está longe de ser uma Sala de Estado Maior, já que como o próprio Estatuto dos Advogados diz que deve ter instalações e comodidades condignas e esta é apenas uma cela de grades”, disse o advogado à época. 

Foto: Reprodução/FacebookAdvogado Jefferson Moura Costa
Advogado Jefferson Moura Costa

Jefferson Moura fez uma série de exigências, dentre elas, alimentação balanceada, frigobar, televisor, aparelho de DVD, escrivaninha, cama, ar-condicionado, água potável e banheiro com condições de uso. 

No requerimento, o advogado exigiu que o comandante se manifestasse formalmente e o ameaçou com a possibilidade de ingressar com uma ação de abuso de autoridade. 

Só falta o advogado fazer as mesmas exigências, com a chancela da OAB Piauí, mesmo com a inscrição suspensa.

*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.