GP1

Brasil

Juiz manda prender de novo empresários soltos por Gilmar Mendes

Jacob Barata Filho e Lélis Teixeira tinham sido beneficiados com habeas corpus concedidos pelo ministro do STF.

Logo após o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), conceder habeas corpus ao empresário Jacob Barata Filho e ao ex-presidente da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio (Fetranspor), Lélis Teixeira, o juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, expediu novos mandados de prisão contra ambos. Com a expedição dos mandados, os dois permanecerão presos.

Conhecido como “rei do ônibus no Rio”, Barata Filho está preso junto com Lélis Teixeira desde o início de julho na Cadeia Pública José Frederico Marques, na zona norte do Rio de Janeiro. Os dois foram alvos da Operação Ponto Final, um desdobramento da Lava Jato, que investiga o pagamento de propinas a autoridades do Estado em troca de obtenção de benefícios no sistema de transporte público no Rio.

  • Foto: Demétrius Abrahão/Fotoarena/Estadão ConteúdoGilmar MendesGilmar Mendes

De acordo com informações do Estadão, as novas ordens de prisão são por motivos diferentes. A nova prisão de Lélis Teixeira foi decretada por Bretas ainda na semana passada, em função de “fatos novos” em relação ele ter realizado esquema semelhante no sistema de transporte municipal. Já Barata Filho, tinha também uma ordem de prisão por evasão de divisas. Ele foi pego em flagrante por esse crime e teve prisão preventiva decretada.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.