GP1

Brasil

Lewandowski fez ameaça ao presidente do STF, afirma Época

Ministros conversaram em São Paulo antes de Lewandowski reiterar decisão, cassada por Luiz Fux, a favor de entrevista de Lula a jornal.

Reportagem da Época, da repórter Carolina Brígido, publicada na noite desta segunda-feira (01), revela uma conversa “não amigável” entre o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli e o ministro Ricardo Lewandowski que ocorreu por volta das 11h de hoje. O encontro ocorreu no auditório da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), após um evento que ambos participaram.

Segundo a reportagem, no encontro, Toffoli lamentou ao colega a “guerra de liminares” que ocorreu na última sexta-feira (28) no STF. Primeiro Lewandowski tinha dado autorização para o jornal Folha de S. Paulo entrevistar o ex-presidente Lula, em seguida o Partido do Novo, do candidato à presidência João Amoêdo, entrou com uma liminar para barrar a entrevista. O ministro Luiz Fux atendeu ao pedido e proibiu que Lula concedesse a entrevista. Toffoli disse a Lewandowski que levaria o caso ao plenário da Corte ainda naquela semana, para “resolver a situação”.

  • Foto: Fátima Meira e Renato Costa/FramePhoto/Estadão ConteúdoLewandowski e Dias Toffoli Lewandowski e Dias Toffoli

Lewandowski então teria se irritado e dito a Toffoli que, se o caso fosse levado ao plenário, denunciaria o desvio de poder que tomou conta do Supremo. O ministro ainda recomendou o presidente do STF que “pensasse bem” antes de levar o processo a julgamento, porque ele "não ficaria calado". E, depois de falar bastante, deixaria o plenário sem participar da votação.

Ainda conforme a Época, após a conversa, Toffoli ficou de pensar em uma outra alternativa para resolver o impasse. Lewandowski afirmou ao colega que naquele mesmo dia reafirmaria a autorização para o jornal entrevistar Lula imediatamente, o que de fato cumpriu. A conversa entre os dois durou menos de dez minutos.

Depois do encontro, Lewandowski foi almoçar e logo depois escreveu sua decisão com ajuda de assessores.

Crise após liminares

Uma crise se instalou no Supremo Tribunal Federal, após a “guerra de limiares” de sexta-feira. Fux e Lewandowski saíram estremecidos do episódio.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.