GP1

Fortaleza - Ceará

Decretada preventiva dos acusados de matar mulher em shopping no Ceará

A decisão foi dada pelo juiz de Direito Ricardo Emídio de Aquino Nogueira, após audiência de custódia.

Os quatro homens suspeitos de participarem do assalto a uma joalheria em um shopping da área nobre de Fortaleza, no Ceará, que resultou na morte da vendedora Carol Rocha, no último sábado (21), tiveram a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva nesse domingo (22).

Conforme a Secretaria de Segurança Pública do Ceará, os suspeitos utilizaram pontos eletrônicos de comunicação durante o assalto. Dois homens armados entraram no local e renderam as funcionárias da joalheria.

Foto: Reprodução/WhatsAppCarol Rocha
Carol Rocha

Na ocasião, houve troca de tiros entre um segurança do local e os bandidos, momento em que Carol Rocha acabou sendo atingida por um disparo de arma de fogo. Mesmo tendo recebido os primeiros socorros, a vítima morreu ainda no shopping.

No sábado, a polícia prendeu os envolvidos no crime após buscas em Fortaleza e na cidade de Caucaia, na região Metropolitana. A conversão da prisão dos suspeitos foi pedida pelo Ministério Público do Ceará (MP-CE), em seguida o juiz de Direito Ricardo Emídio de Aquino Nogueira determinou os mandados de prisão preventiva contra os suspeitos.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.