GP1

Ciência e Tecnologia

Uber lança agendamento de viagens para usuários no Brasil

Empresa irá cobrar uma taxa de reservas de R$ 14, e motoristas receberão valor adicional pela viagem.
Por Estadão Conteúdo

Após repassar a alta mundial dos combustíveis aos passageiros, o Uber anunciou nesta quarta-feira, 30, a chegada do recurso de agendamento de viagens no Brasil, permitindo que usuários consigam reservar um carro com antecedência de até 30 dias.

A funcionalidade começa pela cidade de Curitiba a partir de amanhã — ainda não há previsão de chegada a outras cidades. Segundo declarou o Uber ao Estadão, será cobrada do passageiro uma taxa de reserva adicional de R$ 14 das viagens reservadas. Motoristas que aceitarem o trajeto antecipado devem receber um valor adicional, garante a empresa.

Nas reservas, os usuários poderão ver no momento do agendamento qual será o preço final da viagem, já com a nova taxa inclusa. Além disso, o recurso só pode ser acionado a duas horas da viagem, no mínimo.

O Uber exemplifica que o recurso pode ser útil para ajudar passageiros a se organizar em eventos previsíveis, como idas a aeroportos ou consultas médicas, por exemplo. “Essa nova modalidade também ajuda os motoristas parceiros a se organizarem ainda mais, permitindo que eles planejem mais facilmente o seu tempo na plataforma e selecionem as oportunidades que melhor se encaixam na programação”, explica Silvia Penna, diretora do Uber no Brasil.

Nos últimos meses, por conta da escalada do barril de petróleo pelo planeta, motoristas e passageiros têm dificuldades em fazer viagens: estes reclamam que não encontram carros disponíveis, enquanto aqueles dizem que há poucas corridas que compensam o trajeto.

Recentemente, a companhia subiu o preço das viagens em 6,5% no Brasil. Ainda, em meados de abril, o Uber pretende tirar do ar de forma temporária o recurso de “rachar a conta” com os amigos.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.