GP1

Ciência e Tecnologia

Inscrições para o ProUni iniciam nesta segunda com novas regras

A inscrição deve ser feita no site do MEC através do Acesso Único do MEC até quinta-feira (04).

Iniciam a partir desta segunda-feira (01) as inscrições para a segunda edição de 2022 do Programa Universidade Para Todos (ProUni). Para participar é necessário que o estudante tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e atingido, no mínimo, a média de 450 pontos em cada matéria do exame, não ter zerado a redação e não ter participado do exame na condição de treineiros.

A inscrição deve ser feita no site do Ministério da Educação através do Acesso Único do MEC até quinta-feira (4). Durante os quatro dias, será possível fazer alteração do curso escolhido em primeira ou segunda opção. Nesse semestre serão realizadas duas chamadas de aprovados, a 1ª chamada no dia 8 de agosto e a 2ª chamada em 22 de agosto de 2022.

Esta edição do ProUni vem trazendo algumas novidades. Dentre elas, é que a inscrição poderá ser feita por tipo de modalidade de concorrência, que são: ampla concorrência e ações afirmativas. E pela primeira vez, alunos que cursaram o ensino médio em escolas privadas, sem bolsas de estudos, poderão participar do programa que oferece vagas em instituições de ensino superior privadas no Brasil. Com essas mudanças. Até então, apenas estudantes de escolas públicas e bolsistas de escolas particulares durante o ensino médio estavam aptos a se inscrever no programa do governo federal. Com isso, podem concorrer as vagas aqueles que atendem a pelo menos umas das seguintes condições.

- Cursou todo o ensino médio em escola da rede pública;

- Cursou ensino médio integralmente em instituição privada, na condição de bolsista integral;

- Fez parte do ensino médio em escola da rede pública e parte na rede particular, na condição de bolsista integral;

- Cursou o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, sem a condição de bolsista;

- Fez todo o ensino médio em instituição privada, na condição de bolsista parcial ou sem a condição de bolsista.

Por outro lado, o critério de renda familiar continua o mesmo aplicado a todos os candidatos. O candidato deve preencher alguns critérios como as exigências de faixas de renda per capita: até 1,5 salário mínimo, para bolsa integral que representa 100%, e até 3 salários mínimos, para bolsa parcial que representa 50% do valor da mensalidade do curso.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.