Ao contrário do irresponsável Bolsonaro, Caiado se preocupa com a população

- atualizado

O presidente Jair Bolsonaro demonstrou neste domingo (15), que sua agenda política pessoal é mais importante que sua preocupação com a saúde da população brasileira. Mesmo sendo orientado a ficar em casa, já que terá que fazer novo exame para atestar que não está com coronavírus, o presidente foi ao encontro de seus apoiadores em manifestação no Distrito Federal, onde trocou apertos de mão, segurou celulares para selfies e elogiou que seus seguidores tenham ido aos atos contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Ao contrário do ato irresponsável do presidente, o governador do Goiás, Ronaldo Caiado, mostrou que está preocupado com a saúde da população. Em vídeo publicado na noite de hoje, o governador criticou o ato bolsonarista. "Vamos pensar na saúde da população num todo. Não é possível que em um momento como esse, que estamos vendo esses países todos entrar em colapso e nós fazendo vista grossa colocando a vida das pessoas em risco. Não é possível. Eu peço pelo bom senso de todos", ressaltou.

O presidente Bolsonaro devia dar um bom exemplo. Vários países já tomaram providências drásticas, fecharam fronteiras e isolaram cidades. Enquanto isso, o presidente brasileiro continua brincando com a pandemia que já matou milhares de pessoas.

Coronavírus na Itália

A Itália registrou 368 mortes relacionadas ao novo coronavírus em 24 horas, o que eleva o número de vítimas fatais a 1.809 no país, o mais afetado da Europa, segundo um balanço divulgado neste domingo (15) pela Defesa Civil.

Mais conteúdo sobre:
Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Herbert Sousa é jornalista. Contato: (86) 9 8806-8907 / (86) 9 9436-9811