GP1

Med Imagem, respeite seus pacientes e colaboradores

A empresa tem marcado um número três vezes maior de pacientes, lotando as salas de espera.

Alvo de investigação por suspeita de não respeitar as normas sanitárias de prevenção à covid-19, a Med Imagem também está sendo acusada de uma série de irregularidades contra pacientes e o corpo clínico do hospital.

Um médico entrou em contato com o signatário deste blog e denunciou que a Med Imagem tem marcado consultas para um número três vezes maior de pacientes, lotando assim as salas de espera. O profissional ressaltou que é humanamente impossível atender todos com excelência.

Foto: Lucas Dias/GP1Med Imagem
Med Imagem

Com a possibilidade autuação pelo Ministério Público do Trabalho, atendentes da empresa são orientados a entrar em contato com os pacientes afirmando que os médicos não poderão atender no dia marcado, passando assim o atendimento para até dois meses depois. Os médicos, que não são informados sobre as remarcações, tomam conhecimento da situação quando são contatados pelos pacientes.

A remarcação ocorre sem considerar a urgência do atendimento do qual a pessoa está necessitando, prejudicando não só o tratamento, mas também abalando a imagem do profissional da saúde, pois, com tantas remarcações, pacientes acabam culpando os médicos pelas “constantes faltas”.

A empresa precisa ter mais responsabilidade com os colaboradores, pacientes e corpo clínico do grupo.

*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.