Sri Prem Tata, a jornada de cada um; Ou Só a Consciência percebe a Unidade

- atualizado

Sri Prem Tata dedicara-se por um longo período à meditação e ascese. Enquanto o mestre explorava seu mundo interior, o fiel escudeiro encarregava-se das questões mundanas do seu mestre.

Ao retornar, Tata é indagado por um discípulo:

_ Mestre, por que nos sentimos tão sós e abandonados e por mais que procuremos não conseguimos encontrar no mundo os propósitos da Divindade, tendo em vista que há tanta pobreza, dor e sofrimento. Que Deus abandonaria seus filhos à própria sorte num mundo regido pelas leis da matéria?

Tata pacientemente pediu para o discípulo lhe acompanhar na caminhada e afirmou:

_ Nós somente vemos o que estamos preparados para ver. A falsa sensação de separação da Fonte é a gênese de toda a miopia da humanidade. A sensação de desconexão traz o medo, a culpa e a dor. Somente a busca sincera da autocompreensão nos permite tomar consciência da nossa real natureza. O exercício diário do perdão, amor e respeito a todas as criaturas é que fará o iniciado transformar-se naquilo que ele sempre foi, uma autêntica manifestação da Fonte.

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Anastácio Aguiar é Psicanalista, Hipnólogo e Terapeuta de vidas passadas e escreve a Coluna desde 2008.