Valor da fiança paga pelo ex-prefeito Parambu é estímulo ao crime

- atualizado
  • Foto: Facebook/Mirly MachadoEx-prefeito Parambu e a esposa   Ex-prefeito Parambu e a esposa

Soa como uma piada o valor da fiança arbitrado pela Justiça Federal para a concessão de liberdade provisória ao ex-prefeito Antônio Parambu, do Município de Prata do Piauí, acusado de desvio e/ou apropriação de mais de R$ 2,5 milhões oriundos do precatório do Fundef.

A fiança de R$ 19.080,00 (dezenove mil e oitenta reais), equivalente a 20 (vinte) salários mínimos é irrisória quando comparado ao valor supostamente desviado.

A título de comparação, o juiz Sergio Moro arbitrou fiança de R$ 28 milhões ao marqueteiro João Santana, acusado de receber milhões de dólares em conta secreta no exterior e milhões de reais em espécie no Brasil do esquema criminoso da Petrobras.

Ficar preso por tão pouco tempo, pagar uma fiança diminuta e agora poder desfrutar do dinheiro desviado é um estimulo ao crime.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Justiça nega liberdade a esposa do ex-prefeito Antônio Parambu

Justiça nega liberdade a sobrinhos do ex-prefeito de Prata do Piauí presos na ‘Operação Argentum’

Ex-prefeito de Prata do Piauí é preso durante operação da Polícia Federal

Mais conteúdo sobre:
Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Herbert Sousa é jornalista. Contato: (86) 9 8806-8907 / (86) 9 9436-9811