GP1

Coronavírus no Piauí

Polícia Militar fiscaliza estabelecimentos e fronteiras no Piauí

Em Teresina foram fechados 200 bares para evitar que aglomerações de pessoas possam propagar a Covid-19.

Uma das ações para evitar a proliferação da Covid-19 é manter o isolamento social. Em todo Piauí, equipes da Polícia Militar (PM-PI) estão atuando para fechar bares e outros estabelecimentos que estejam descumprindo com a determinação de não aglomerar pessoas. Neste domingo (22), mais de 200 bares foram autuados na capital.

“Estamos com nossas equipes nas ruas garantindo tanto a segurança da população, com relação a ações oportunistas de arrombamentos e quanto ao trabalho de evitar aglomeração de pessoas. Em Teresina, fechamos alguns lugares que estão descumprindo com a determinação de isolamento social. A mesma ação está sendo realizada em outras cidades piauienses”, afirmou o comandante-geral da Polícia Militar no Piauí, coronel Lindomar Castilho.

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, reforçou as recomendações e pede que a população continue cumprindo com as medidas de prevenção. “Precisamos nesse momento evitar a proliferação do vírus pelo Piauí, a quarentena é importante, assim como as práticas diárias de higiene”, explicou o gestor.

O secretário de Estado da Segurança, Fábio Abreu, informou que qualquer pessoa pode ligar para o 190 ou baixar o aplicativo PMPI Cidadão para fazer uma denúncia. “Precisamos permanecer com o isolamento e aqueles que ainda não estão fazendo precisam ser denunciados”, alertou 0 gestor.

Fiscalização de fronteiras

Ainda para evitar a proliferação do vírus, equipes da Secretaria da Saúde, Vigilância Sanitária, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e com apoio das prefeituras, estão atuando em cada entrada dos municípios para fiscalizar a entrada de pessoas que chegam de outros estados.

“Temos o apoio das prefeituras municipais e da PM para orientar aqueles que estão adentrando no território estadual. Estamos fazendo um trabalho baseado no decreto governamental de identificação dessas pessoas e um trabalho de barreira sanitária para que possamos contribuir com essas ações de prevenção. Nossas equipes de saúde estão preparadas para identificar casos suspeitos e enviar para quarentena”, disse Florentino Neto.

A Policia Militar e a Secretaria da Saúde estão na coordenação desse trabalho, com a orientação de agentes da polícia e da saúde por meio do auxílio das gerências e das secretarias municipais de saúde.

Todos os profissionais envolvidos no tratamento direto com o público estão recebendo Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Novas remessas chegarão para suprir a demanda necessária.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.