GP1

Coronavírus no Piauí

Covid-19: CRM recomenda suspensão de festas de fim de ano no Piauí

O posicionamento oficial da entidade levou em consideração os riscos das novas variantes do coronavírus.

O Conselho Regional de Medicina do Piauí (CRM-PI) divulgou nesta segunda-feira (29) posicionamento a respeito da realização de grandes eventos no estado, incluindo festas de fim de ano e Carnaval, em meio ao aumento nos números referentes à pandemia da covid-19. A entidade entende que não é o momento de se realizar qualquer tipo de evento, tendo em vista os riscos das novas variantes do vírus.

Em vídeo publicado nas redes sociais, o médico Antônio de Deus Filho, conselheiro e corregedor do CRM-PI, afirma que o entendimento do conselho se dá em acordo com o que diz a ciência. O especialista ressaltou que nesse momento é preciso redobrar os cuidados e evitar qualquer tipo de aglomeração.

“Estamos nos aproximando das festividades de final de ano, vem o Carnaval logo em seguida, e nós devemos tomar uma medida cautelar de não liberar em eventos oficiais essas aglomerações, que são a causa de disseminação da doença. Essa variante que surgiu na África agora nas últimas semanas, já há indícios científicos fortes de que ela é altamente transmissível”, alertou o médico.

O membro do CRM-PI frisou que também é necessário um avanço na vacinação contra a covid-19. “Como é que se evita essa forte transmissão? Mantendo o distanciamento social, usando as máscaras e sobretudo vacinando o maior número, ou preferencialmente toda a população deve estar vacinada. Essa é a medida de maior impacto no controle da doença”, colocou.

“Momento de cautela”

Por fim, o médico Antônio de Deus Filho reforçou que o CRM-PI segue as orientações da ciência, e é com base nisso que a entidade recomenda a suspensão dos eventos. “O CRM defende a ciência, não existe nada de ‘oba-oba’, de achar que porque nós atingimos mais de 60% de vacinados que podemos liberar do uso de máscaras, as aglomerações festivas. Não é o momento ainda, é um momento de cautela, é momento de prudência, para o bem-estar da população”, concluiu.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.