GP1

Distrito Federal

Radialista é assassinada e namorado confessa o crime no DF

Evelyne Ogawa, 38 anos, era radialista na Rádio Federal no Distrito Federal.

A radialista Evelyne Ogawa, 38 anos, foi morta pelo companheiro Vinicíus Carmargo, 31. O crime ocorreu no condomínio da vítima, em Samanbaia, região administrativa do Distrito Federal, na noite de sexta-feira (26). Ogawa era radialista na Rádio Federal. No dia seguinte ao assassinato –sábado (27) – o autor do crime se apresentou voluntariamente na 24ª Delegacia de Polícia para confessar o assassinato.

O autor confessou o crime acompanhado de advogado e, como prevê legislação, foi liberado. De acordo com a Polícia Civil, “após a conclusão do inquérito, ele deve responder por feminicídio”.

Foto: Reprodução/ InstagramEvelyne Ogawa, 38 anos. Radialista foi vítima de feminicídio no distrito Federal.
Evelyne Ogawa, 38 anos. Radialista foi vítima de feminicídio no distrito Federal.

Segundo a Polícia Militar, Vinícius foi até a delegacia e informou que havia matado a esposa por enforcamento, o óbito foi confirmado. Segundo relatou na 24ªDP, o crime teria ocorrido entre 21h e 23h da sexta-feira. Vinicíus Carmargo informou o caso 12 horas após o ocorrido. A polícia se dirigiu ao apartamento da vítima e lá encontrou seu corpo.

Amigas da vítima, que conheceram Evelyne antes da relação com Vinícius disseram não reconhecer a amiga após o namoro. “Depois do relacionamento ela se afastou um pouco. Não era a mesma que a gente conhecia”, relata Renata Santos, amiga da vítima.

Evelyne deixa um filho de sete anos. Há quatro meses, a vítima chegou a engravidar de Vinícius, mas perdeu a criança.

A Polícia Civil não divulgou detalhes do depoimento.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.