GP1

Economia e Negócios

Bolsonaro diz que Brasil pode ajudar na prospecção de petróleo no Suriname

Bolsonaro se reuniu hoje com o presidente surinamês, Chandrikapersad Santokhi, na sede do governo local.
Por Estadão Conteúdo

Em sua primeira viagem internacional neste ano, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 20, que o Brasil pode cooperar com o Suriname na prospecção de petróleo e gás, por meio da Petrobras. Bolsonaro se reuniu hoje com o presidente surinamês, Chandrikapersad Santokhi, na sede do governo local. Antes de retornar ao País, ele seguirá, nesta sexta-feira, 21, para a Guiana.

“Temos a oferecer ao país nossa expertise na prospecção de petróleo, e para isso trouxemos o nosso ministro das Minas e Energia [Bento Albuquerque]. Eu cumprimento e agradeço o que conversamos, há pouco, na possível prioridade para que o País, através da Petrobras, venha aqui colaborar na prospecção de petróleo e gás”, declarou Bolsonaro, em um pronunciamento após encontro com o homólogo surinamês.

Recentemente, foram descobertas reservas de hidrocarbonetos tanto no Suriname quanto na Guiana. As reuniões de Bolsonaro com as autoridades dos dois países têm como foco a cooperação econômica, especialmente no setor de petróleo e gás. “Temos muito o que oferecer um ao outro, bem como cooperar. Esse é o nosso sentimento, esse é o motivo da minha vinda aqui”, afirmou o presidente.

Bolsonaro chegou hoje ao Aeroporto Internacional de Paramaribo-Zanderij, na capital do Suriname, por volta das 12h30 (pelo horário de Brasília). Além do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, também viajaram junto com o presidente o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, o chefe da pasta da Justiça, Anderson Torres, e o chanceler brasileiro, Carlos França.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.