GP1

Eleições 2022

Luciano Nunes avalia suspensão das prévias do PSDB: “frustração”

O PSDB decidiu suspender as prévias para a eleição após o aplicativo de votação apresentar falhas.

O presidente do diretório do PSDB no Piauí, ex-deputado Luciano Nunes, se disse frustrado após a nacional do partido suspender as prévias que escolheria o candidato a presidente pela sigla. Em entrevista à imprensa nesta segunda-feira (22), Nunes lamentou a situação.

“Muita frustração. Acho que esse é o sentimento de todos que fazem o partido, que se cadastraram para participar das prévias. É uma expectativa muito grande, uma proposta inovadora de abrir a discussão, o debate e a escolha do candidato a presidente de forma democrática e vanguardista no país foi frustrada pela falha do aplicativo”, declarou Luciano Nunes.

Foto: Lucas Dias/GP1Luciano Nunes
Luciano Nunes

“Uma frustração muito grande, lamentamos o fato e estamos na expectativa que a executiva nacional possa liberar o mais rápido possível sobre o prosseguimento”, concluiu o presidente do PSDB no Piauí.

Prévias suspensas

No domingo (21) o PSDB decidiu suspender as prévias para a eleição presidencial de 2022 após o aplicativo de votação apresentar falhas. O diretório nacional emitiu nota informando que irão retomar a votação em outra oportunidade para que as pessoas que não conseguiram votar possam registrar o voto de forma segura.

"O PSDB definirá nova data para reabertura do processo de votação para que todos os filiados que não puderam votar neste domingo possam, com tranquilidade e segurança, registrar o seu voto e concluir a escolha do nosso candidato às eleições presidenciais de 2022", diz a nota.

Disputam as prévias tucanas para as eleições de 2002 o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite; o governador de São Paulo, João Doria e o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.