GP1

Entretenimento

Morte de Amy Winehouse completa 10 anos e músicas seguem no auge

A cantora morreu em 2011, por intoxicação alcóolica e suas músicas permanecem entre as mais tocadas.

Inesquecível por sua voz contralto arrebatadora, pelo seu charme e estilo único, hoje, dia 23 de julho de 2021, completam-se 10 anos desde que Amy Winehouse deixou de cantar e encantar no plano físico. Mesmo dez anos após sua morte, suas músicas permanecem entre as canções mais ouvidas e reproduzidas nas plataformas de música do mundo todo.

Foto: Reprodução/InstagramAmy Winehouse
Amy Winehouse

No Youtube, plataforma de maior acesso no mundo, suas músicas são ouvidas mais de um milhão de vezes por dia e sua popularidade se mantém em alta mesmo depois de tanto tempo. Entre as dez músicas de Amy mais reproduzidas, a maioria é do álbum “Back To Black”, lançado em 2006, mas faixas do seu primeiro álbum, “Frank” lançado em 2003, também estão na lista. Veja a relação das músicas abaixo:

1 - 'Back to black' - 651 milhões de views

2 - 'You know I'm no good' - 291 milhões de views

3 - 'Rehab' - 277 milhões de views

4 - 'Tears dry on their own' - 141 milhões de views

5 - 'Love is a losing game' - 74 milhões de views

6 - 'Stronger than me' - 71 milhões de views

7 - 'In my bed' - 44 milhões de vieews

8 - 'Just friends' - 40 milhões de views

9 - 'Body and soul' (com Tony Bennet) - 40 milhões de views

10 - 'Fuck me pumps' - 36 milhoes de views

Morte e turnê no Brasil

Amy faleceu em 23 de julho de 2011, em Londres, no Reino Unido, sua cidade natal, por intoxicação alcoólica. A estrela pop tinha apenas 27 anos quando foi encontrada morta em sua residência, após passar anos lutando contra problemas de bebida e drogas.

Foto: Reprodução/InstagramAmy Winehouse morreu aos 27 anos
Amy Winehouse morreu aos 27 anos

Seis meses antes de morrer, fez turnê no Brasil, onde sempre foi bastante aclamada, com shows em Florianópolis, Rio de Janeiro, Recife e São Paulo, em janeiro de 2011, que foram marcados por uma série de instabilidades e momentos tristes de Amy perante o público. A cantora já demonstrava não estar bem, tinha um olhar perdido e cambaleava por diversas vezes no palco. Às vezes precisava ler as letras ou errava, mas quando conseguia engatar, emocionava o público com sua voz única.

Biografia

Amy nasceu em Londres, em uma família judia, filha de uma farmacêutica e de um motorista de táxi. Suas raízes com o jazz surgiram na infância e aos dez anos já havia formado sua primeira banda. Ele mantinha uma relação conturbada com os pais, seus tios maternos eram músicos de jazz profissional.

Já aos 16 anos, Amy passou a cantar profissionalmente e lançou seu primeiro disco em 2003, chamado “Frank”. Mas foi em 2006 que seu nome foi consagrado no mercado, com seu segundo trabalho “Back To Black”, disco produzido por Mark Ronson. O trabalho lhe rendeu cinco prêmios de Grammy, e o Oscar de música internacional.

A morte precoce de Amy, aos 27 anos, se junta a uma trágica lista de artistas do mundo do rock que também faleceram nesta idade em decorrência do uso direto ou indireto de drogas: Janis Joplin, Kurt Cobain, Jim Morrison, Brian Jones e Jimi Hendrix.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.