Fechar
GP1

Timon - Maranhão

Imóvel recebe projeto social após ação do GAECO contra o crime organizado em Timon

O local será a sede do Projeto Desenvolvendo Pessoas Através do Esporte IV: Modalidade Judô.

Lucas Dias/GP1 1 / 14 Aula inaugural do Projeto Desenvolvendo Pessoas Através do Esporte IV: Modalidade Judô em Timon Aula inaugural do Projeto Desenvolvendo Pessoas Através do Esporte IV: Modalidade Judô em Timon
Lucas Dias/GP1 2 / 14 Promotor do GAECO, Francisco Fernando Promotor do GAECO, Francisco Fernando
Lucas Dias/GP1 3 / 14 Prefeita de Timon, Dinair Veloso Prefeita de Timon, Dinair Veloso
Lucas Dias/GP1 4 / 14 Delegado Ricardo Herlon, da 1ª DECCOR de Timon Delegado Ricardo Herlon, da 1ª DECCOR de Timon
Lucas Dias/GP1 5 / 14 Pais de alunos contemplados com o projeto Pais de alunos contemplados com o projeto
Lucas Dias/GP1 6 / 14 Prefeita Dinair Veloso Prefeita Dinair Veloso
Lucas Dias/GP1 7 / 14 Professor de Judô, Queiroz Filho Professor de Judô, Queiroz Filho
Lucas Dias/GP1 8 / 14 Promotor Francisco Fernando Promotor Francisco Fernando
Lucas Dias/GP1 9 / 14 Kimonos entregues aos alunos Kimonos entregues aos alunos
Lucas Dias/GP1 10 / 14 Judoca Judoca
Lucas Dias/GP1 11 / 14 Evento reuniu diversas autoridades e membros da comunidade Evento reuniu diversas autoridades e membros da comunidade
Lucas Dias/GP1 12 / 14 Comandante da GCM de Timon, Promotor Fernando e prefeita Dinair Veloso Comandante da GCM de Timon, Promotor Fernando e prefeita Dinair Veloso
Lucas Dias/GP1 13 / 14 Alunos atentos às instruções do professor Queiroz Alunos atentos às instruções do professor Queiroz
Solenidade da aula inaugural na Arena Placar, no Parque Alvorada 14 / 14 Lucas Dias/GP1 Lucas Dias/GP1

Aconteceu na manhã desta quarta-feira (05) a aula inaugural do “Projeto Desenvolvendo Pessoas Através do Esporte IV: Modalidade Judô” na sede recreativa da Guarda Civil Municipal de Timon, localizada no bairro Parque Alvorada, em Timon-MA. O local onde o projeto será desenvolvido faz parte de uma destinação de bens imóveis, a pedido do GAECO do Maranhão, como resultado das ações de combate ao crime organizado na cidade de Timon. O imóvel pertencia a Waldistom dos Santos Oliveira, alvo de inúmeras operações policiais e denunciado pelo Ministério Público, acusado de lavar de dinheiro proveniente do tráfico de drogas e de integrar organização criminosa que atuava em cidades do Piauí e do Maranhão.

Em entrevista ao GP1, o promotor Francisco Fernando, do GAECO, ressaltou a importância da inauguração do projeto social, ressignificando o local que, antes, era gerido com capitais oriundos do crime

“Isso aqui a gente pode dizer que é a representação de um sonho da sociedade, a retomada do espaço público para a sociedade, retirando bens que eram antes utilizado por organizações criminosas para reverter em favor de todos, inclusive, de familiares dessas próprias pessoas que se enveredaram para o crime. Até eles mesmos, se um dia acordarem e perceberem a importância disso, vão terminar agradecendo, porque as famílias deles, os vizinhos deles, estarão todos envolvidos em uma outra perspectiva de vida”, afirmou o promotor.

Ao todo, o projeto beneficiará 80 crianças e adolescentes, com idades entre 7 e 17 anos. O espaço ficará sob gestão da Prefeitura de Timon, com apoio financeiro do Banco do Brasil, como explicou a prefeita Dinair Veloso. “Esse projeto do judô era muito esperado pela prefeitura, em parceria com o Ministério Público, com a Guarda Municipal, com o próprio Banco do Brasil, que é o apoiador e financiador desse projeto. Com certeza, é um momento de muita alegria para a nossa cidade, para essas oitenta crianças que vão participar desse projeto nessa área bastante vulnerável que, com certeza, será ampliado e, se depender da prefeitura, vamos continuar com boas parcerias”, disse a prefeita de Timon.


Imóveis ressignificados

Ao todo, três imóveis de Waldistom Oliveira situados no bairro Parque Alvorada foram cedidos para serem geridos pelo Município de Timon: a Arena Esportiva Placar, situada na Rua D; a Arena Esportiva Terceiro Tempo, localizada na Rua 21; e uma residência situada entre o Mix Mateus e a Distribuidora do Grupo Jorge Batista. Todos esses endereços foram obtidos com dinheiro oriundo do crime e eram frequentados por criminosos, segundo a polícia.

O delegado Ricardo Herlon, que atua junto ao GAECO, informou à nossa reportagem que as arenas esportivas retidas pelas autoridades eram ponto de encontro da organização criminosa comandada por Waldistom Oliveira. Os frequentadores frequentavam os locais armados. “Essa arena era uma arena do crime, aqui eles se reuniam para jogar futebol. Inclusive, a gente tinha notícias de que, quando eles vinham para cá, estavam armados e faziam muitas reuniões para planejar crimes diversos. A investigação identificou que a arena era de um narcotraficante, pertencia ao grupo dele, e foi adquirida através dos lucros advindos do crime. A partir daí, a gente lutou pelo sequestro desse bem e mais uma outra arena no Parque Alvorada, além da arena em Caxias. Então esse é o objetivo, não só tirar de circulação, não só colocar algema no braço, mas descapitalizar”, concluiu a autoridade policial.

O professor de judô, Queiroz Filho, será responsável por tocar o projeto com as 80 crianças, por meio do Instituto Jovem Promessa.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.