GP1

Mundo

Google e Facebook terão regras de concorrência mais rígidas no Reino Unido

As empresas terão que ser mais transparentes sobre como usam os dados do consumidor e as restrições que dificultam o uso de plataformas rivais serão banidas.
Por Estadão Conteúdo

O Reino Unido irá impor um novo regime de concorrência no próximo ano para evitar que o Google e o Facebook usem seu domínio para prejudicar empresas menores, afetando os consumidores.

O código será aplicado por uma unidade dedicada dentro da Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA), que este ano disse que precisava de novas leis para manter as gigantes da tecnologia sob controle.

Google e Facebook dominam a publicidade digital, respondendo por cerca de 80% dos 14 bilhões de libras (US$ 18,7 bilhões) gastos em 2019, disse o regulador de concorrência do Reino Unido, CMA.

As duas empresas norte-americanas disseram estar comprometidas em trabalhar com o governo e regulador britânico em publicidade digital, inclusive dando aos usuários maior controle sobre seus dados e anúncios veiculados.

A recém-criada Unidade de Mercados Digitais da CMA, que começará a funcionar em abril, poderá receber poderes para suspender, bloquear e reverter decisões tomadas por empresas de tecnologia e impor multas em caso de não cumprimento.

As empresas terão que ser mais transparentes sobre como usam os dados do consumidor e as restrições que dificultam o uso de plataformas rivais serão banidas, disse o governo, acrescentando que as regras também apoiarão a indústria de notícias, reequilibrando a relação entre editoras e plataformas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Google Maps vai mostrar ao vivo se ônibus ou metrô estão lotados

Google encerrará armazenamento ilimitado no Google Photos em 2021

Após Google, Facebook pode ser alvo de processo antitruste nos EUA

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.