Ciência e Tecnologia

Google Maps vai mostrar ao vivo se ônibus ou metrô estão lotados

Nova funcionalidade faz parte de pacote de ferramentas anunciado pela empresa para facilitar vida nas cidades em meio à pandemia do coronavírus.

Por  Estadão Conteúdo

Desde março, a expressão “evitar aglomerações” ganhou um novo significado na vida de muita gente. É algo complexo, especialmente para quem usa transporte público e precisa retomar suas atividades em meio à quarentena. De olho nessa necessidade, o Google Maps lança nesta terça-feira, 17, uma funcionalidade que vai mostrar ao vivo a lotação dentro de ônibus, trens e metrô que estejam próximos ao usuário ou em sua rota para casa ou para o trabalho.

Segundo o Google, a funcionalidade estará disponível no Brasil e terá a representação do status de lotação em níveis, como “não tão lotado”, “um pouco cheio”, como se pode ver na imagem acima. A empresa afirma que as informações dependerão da contribuição ativa dos usuários (respondendo a perguntas dentro do app quando estiverem viajando).

Além disso, a empresa também vai criar uma nova camada no Google Maps para mostrar o nível de contaminação pelo coronavírus em diferentes cidades, indicando se é seguro viajar para aquela região nas comemorações de final de ano.

A área também terá informações específicas para cada região, incluindo centros de testagem rápida e orientações de isolamento, caso elas existam. Segundo o Google, a novidade chega ao País no próximo dia 25 de novembro.

A empresa também vai lançar um serviço que permitirá aos usuários acompanharem o status de delivery ou retirada no local de uma determinada refeição pedida pelo celular, seja no sistema iOS ou Android.

A funcionalidade inclui avisos, no caso da retirada local, para que o usuário saia na hora certa para chegar ao restaurante quando seu pedido estiver pronto, evitando aglomerações ou esperas desnecessárias. A função estará disponível no Brasil a partir do dia 18.

Mais conteúdo sobre: