Piauí

Após reportagem do GP1, governador Wellington Dias demite psicóloga que ocupava 3 cargos públicos

O decreto de exoneração foi publicado na edição de quinta-feira (18), do Diário Oficial do Estado, assinado pelo governador Wellington Dias.

Gil Sobreira
Teresina
- atualizado

A psicóloga piauiense Emanuela Dourado Rebelo Ferraz, indicada para a vice-presidência do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal por indicação do governador Ibaneis Rocha, e que ocupava três cargos públicos, de dedicação exclusiva, ao mesmo tempo, foi demitida do Governo do Piauí, de ofício, ou seja, quando não ocorre a pedido. O decreto de exoneração foi publicado na edição de quinta-feira (18), do Diário Oficial do Estado, assinado pelo governador Wellington Dias, após a acumulação irregular ser revelada pelo GP1.

Emanuela Dourado era lotada no Escritório de Representação em Brasília, onde ocupava a função de “Assessor Técnico III”, com remuneração de R$ 4.943, 75.

  • Foto: Reprodução/FacebookEmanuela Dourado Rebelo FerrazEmanuela Dourado Rebelo Ferraz

Esposa do atual presidente do Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal (Iprev-DF), Ney Ferraz Júnior, a psicóloga era comissionada no Governo do Estado do Piauí, na Câmara dos Deputados, e ainda por cima ocupava o cargo de superintendente operacional de atenção pré-hospitalar do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), responsável pelas unidades de pronto atendimento (UPAs),

Virou notícia no Piauí

Emanuela Ferraz, que ainda é proprietária de um clínica localizada no bairro Monte Castelo em Teresina, recentemente virou notícia após seu nome constar em processo envolvendo o cirurgião plástico Alexandre Andrade Souza, fato que acabou culminando na prisão do jornalista Arimatéia Azevedo. O cirurgião que havia sido denunciado por Emanuele por erro médico, acusou o jornalista de extorqui-lo para que reportagens ao seu respeito não fossem divulgadas no site AZ. O médico levou o caso à polícia e, após investigação, o jornalista acabou sendo preso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Piauiense nomeada por Ibaneis Rocha ocupa cargos no Governo do Piauí e na Câmara dos Deputados

Médico que denunciou Arimatéia Azevedo pagou indenização a paciente