Teresina - PI

Arcoverde busca Wellington para resolver impasse com B. Sá Filho

“Vou pedir um tempo para conversar com secretário Osmar e depois com governador", disse o presidente do PP.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O presidente do Progressistas no Piauí, deputado estadual Júlio Arcoverde, concedeu entrevista ao GP1, nesta terça-feira (16), para falar sobre o impasse envolvendo o também deputado do partido, B. Sá Filho, que anunciou que seu grupo político decidiu não indicar cargos no interior por conta de um descumprimento nos critérios pré-estabelecidos para o rateio desses espaços.

Arcoverde antecipou que primeiro vai ter uma conversa com o secretário de Governo Osmar Júnior e depois com o governador Wellington Dias (PT) para tentar remediar a situação.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Deputado estadual Júlio ArcoverdeDeputado estadual Júlio Arcoverde

“Vou pedir um tempo para conversar com secretário Osmar e depois com governador. [O problema] foi em relação aqueles critérios utilizados. As conversas estavam bem avançadas, mas depois houve uma volta em relação ao que estava sendo estabelecido e isso magoou o deputado B. Sá Filho e o pai dele. Mas como presidente do PP eu tenho que conversar para que a gente possa ficar unido na base e não ter estremecimento”, disse o progressista.

Quando questionado se a situação poderia dificultar o relacionamento entre o PP e o Governo, Arcoverde foi cauteloso. “Sou um cachorro de guarda do partido, por isso, vou primeiro conversar com secretário Osmar, depois com governador. O pior é quando acaba a fase do secretariado e entra na fase do critério. Tem em torno de 4% a 5% que não estão sendo respeitados. Isso é normal, há essa divergência, mas, aí começa a se adequar com tempo”, ponderou o deputado.

NOTÍCIA RELACIONADA

Família B. Sá decide ficar de fora da indicação de cargos do interior