Teresina - PI

Família B. Sá decide ficar de fora da indicação de cargos do interior

"Nos foi colocado o que ficaria para nossa indicação e estava muito aquém da nossa expressão política. Por isso, preferimos não participar”, justificou o parlamentar.

Germana Chaves
Teresina

A família B. Sá decidiu ficar de fora da indicação de cargos do Governo Wellington Dias (PT) no interior do Estado. O coordenador de Irrigação do Piauí, B. Sá (PSB), deve comunicar ao governador ainda hoje a deliberação dos Bocas Pretas, como são conhecidos os integrantes do clã Sá em sua terra natal, Oeiras.

A informação foi repassada ao GP1 nessa segunda-feira (15) pelo deputado estadual B. Sá Filho (Progressistas) que ao ser questionado o motivo da desistência, explicou que os espaços que caberiam ao grupo estavam aquém da força política da família.

“Creio que até amanhã meu pai deve falar com o governador e dizer da nossa não participação nos critérios no interior. Nos foi colocado o que ficaria para nossa indicação e estava muito aquém da nossa expressão política. Por isso, preferimos não participar”, justificou o parlamentar.

  • Foto: Lucas Dias/GP1B. Sá FilhoB. Sá Filho

Impasse

Os Bocas Pretas já tinham demonstrado insatisfação com os critérios utilizados pelo governo para indicação de cargos nos hospitais do interior do Estado. O deputado B. Sá Filho disse, na época, que a situação beneficiava o deputado federal Assis Carvalho (PT) que já indicava a direção do hospital Deolindo Couto, da cidade de Oeiras, terra da família Sá.

“Agora com alegação de que essa indicação tem que ser um critério técnico. Ora, nós temos técnicos. Nós temos pessoas competentes. O que nos estranha é que esse critério técnico que alegam é a pele da cor vermelha, aí nesse caso a gente não tem”, disparou B. Sá Filho na época.

Não apoiou

Assis Carvalho revidou afirmando que o grupo de B. Sá não havia votado no governador Wellington Dias nas eleições de 2018. "Não trato de voto pessoal. Falo de voto do grupo. Não há registro de qualquer evento de apoio (do grupo ligado a B. Sá) ao governador. Quero que prove voto no governador. Eu votei e não há questionamento de minha militância. Já ele não pode dizer o mesmo", declarou Assis na ocasião.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Assis diz que B. Sá Filho mente sobre apoio a Wellington Dias

Assis diz que grupo de B. Sá Filho não votou em Wellington Dias

B. Sá Filho diz que critério usado por Wellington beneficia Assis

“Sou aliado de primeira hora do governador", afirma B. Sá Filho