Guadalupe - PI

Chesf abre comportas e aumenta vazão da Barragem de Boa Esperança

O engenheiro hidrólogo da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), Claudio Damasceno, explicou que a Chesf emitiu um boletim no qual informava o aumento da vazão de água para 800m³.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

A Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) realizou a abertura de duas comportas da Barragem de Boa Esperança neste domingo (7). A barragem está localizada no município de Guadalupe, situado à 352 km de Teresina.

Em entrevista ao GP1, o engenheiro hidrólogo da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), Claudio Damasceno, explicou que a Chesf emitiu um boletim no qual informava o aumento da vazão de água para 800m³.

  • Foto: ChesfBarragem de Boa EsperançaBarragem de Boa Esperança

“A Chesf emitiu um boletim informando que a vazão iria aumentar para 800 m³ e realmente eu verifiquei e a vazão está em 800 m³, usamos um equipamento que mede o rio logo abaixo da barragem e o nível teve uma elevação”, informou o engenheiro.

36 horas para chegar em Teresina

Ainda de acordo com Claudio Damasceno, devido a vazão da Barragem de Boa Esperança ter aumentado com a abertura das comportas, Teresina pode registrar um novo aumento nos níveis dos rios em 36 horas. “Com esse aumento na vazão, ela pode chegar aqui em Teresina em torno de 36 horas ou um pouco mais. Então pode ser uma demora de mais ou menos um dia e meio”, ressaltou.

Luzilândia

Na manhã deste domingo (7) o Rio Parnaíba invadiu as ruas do bairro Coroa, no município de Luzilândia. A Polícia Militar, juntamente com a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros, iniciaram na tarde deste sábado (6) uma força-tarefa para retirar das residências, famílias que moram em bairros próximo ao rio.

O nível do rio ainda pode ter um aumento de 9 cm nas próximas 12 horas. “A cidade de Luzilândia já está inundada e a tendência é de aumentar mais o nível no Rio Parnaíba nas próximas 12 horas, porque já foi atingido o nível de inundação, que lá é de 5 metros e 70 centímetros", finalizou Claudio Damasceno.

Mais conteúdo sobre: