Teresina - PI

Covid-19: Firmino Filho apresenta resultado de nova pesquisa sorológica

De acordo com o prefeito, os números da doença vêm apresentando queda significativa na capital.

Nathalia Carvalho
Teresina
- atualizado

O prefeito Firmino Filho divulgou nesta quarta-feira (04), por meio de uma videoconferência, os dados da décima nona etapa da pesquisa sorológica de Covid-19 realizada em Teresina.

De acordo com o levantamento feito entre os dias 4 e 6 de setembro, os números relacionados à Covid-19 vêm apresentando queda significativa na capital. Em relação aos casos ativos subnotificados, 17,89% da população está positivada, ou seja, 154.721 teresinenses, enquanto os casos confirmados oficiais são de 25.115 registros.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Firmino FilhoFirmino Filho

Pessoas do sexo feminino na faixa etária entre 35 e 44 anos são as mais atingidas pela doença na capital, elas representam 57% do total de casos. A pesquisa revelou ainda que o total de positivados é menor entre empresários, autônomos e profissionais, apenas 10% da categoria estão com Covid-19.

Síndromes gripais

Na última semana de junho, marcado como o pico da doença na capital, foram realizados 20 mil atendimentos de pessoas com síndromes gripais. Desde o início da pandemia já foram realizados 8.507 atendimentos de pessoas com síndrome respiratória aguda grave, já nas últimas duas semanas os atendimentos nessa categoria tiveram uma queda de 34%.

Situação dos leitos

De acordo com o prefeito Firmino Filho, a capital está com deficiência de leitos de UTI convencionais, já que a grande maioria foi adaptada para receber pacientes com Covid-19 e, com a retomada das atividades na capital, começa a aumentar as demandas por UTI’s usuais.

Informou ainda que será iniciado um processo para reverter leitos de Covid-19 em leitos convencionais. Em relação a taxa de ocupação de leitos clínicos voltados para esses pacientes, houve uma queda de 14% na ocupação nos últimos sete dias, atualmente 50% estão ocupados.

Evolução dos óbitos

O número de óbitos teve seu pico na semana 29, última semana de julho, após esse período o número de mortes apresentou queda de 26% no mês agosto, mantendo um padrão de elevação. Nos últimos sete dias o número de óbitos obteve queda de 38,89%.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Veja os bairros de Teresina com mais casos confirmados da covid-19

Mais conteúdo sobre: