Brasil

Doleiro Alberto Youssef retira tornozeleira e ganha liberdade

O doleiro foi alvo da primeira fase da operação Lava Jato.

Nayrana Meireles
Teresina
- atualizado

O doleiro Alberto Youssef terminou de cumprir a pena e ganhou a liberdade nesta sexta-feira (17), dia em que a Operação Lava Jato completa três anos. Ele deve retirar a tornozeleira ainda hoje, data prevista na decisão em que o juiz federal Sérgio Moro autorizou a mudança de regime de prisão do doleiro de fechado para domiciliar.

De acordo com informações do G1, Youssef ficou na carceragem da PF, em Curitiba, por dois anos e oito meses, a saída foi em novembro e, após a autorização de Moro, o doleiro teve à disposição um celular, que poderia ser usado apenas para ligações de emergência.

Mesmo condenado por crimes cujas penas somam 117 anos de cadeia, Youssed deixa a prisão graças a um acordo de colaboração premiada. Ele foi um dos primeiros delatores da Operação Lava Jato e prestou depoimentos à Justiça em que detalhou, entre outras, coisas, as relações entre parte da classe política, empreiteiras e diretores da Petrobras.