Teresina - PI

Dona de bar é assassinada dentro de casa na zona leste de Teresina

A reportagem do GP1 apurou que a vítima foi encontrada morta pelo seu filho com marcas de ferimentos feitos por algum material cortante. Até o momento nenhum suspeito do crime foi identificado.

Davi Fernandes
Teresina
Brunno Suênio
Teresina
Victória Xavier
Teresina
- atualizado

Dona de bar é morta dentro de casa na zona leste de Teresina

A proprietária de um bar identificada como Maria Helena da Cruz Santiago, 59 anos, foi encontrada morta na tarde desta segunda-feira (9) com marcas de perfurações na região do pescoço, em sua residência, no Point do Lanche, localizado na Vila Santa Bárbara, zona leste de Teresina.

A reportagem do GP1 se deslocou até o local e apurou que a vítima foi encontrada morta pelo seu filho. O corpo apresentava marcas de ferimentos feitos por algum material cortante. Até o momento nenhum suspeito do crime foi identificado, mas a Polícia Civil acredita que a residência da vítima tenha sido invadida pelos fundos.

Conforme a Polícia Militar, a vítima foi vista pela última vez na noite deste domingo (8), após fechar seu estabelecimento. Sua residência fica na parte de trás do bar. Na tarde de hoje, por volta de 14h, o filho de Maria Helena se dirigiu até o local para visitar sua mãe, porém encontrou o local com as portas fechadas e ao chamar por ela, não obteve resposta.

Segundo o sargento Emerson Silva, do 5º Batalhão da Polícia Militar, o filho conseguiu adentrar no local passando por um buraco no portão e se deparou com algumas roupas de sua mãe que estavam fora do lugar. Ao chegar no quarto da mãe, ele precisou arrombar a porta para conseguir entrar e então se deparou com o corpo da mulher com marcas de violência.

"Ele percebeu que sua mãe não estava atendendo o chamado e ao chegar na residência percebeu que ela estava sem vida. Aparentemente, o corpo apresenta lesões e marcas de sangue, tem muito sangue no local e cômodo estava revirado, o telhado está quebrado também. Mais detalhes a perícia vai constatar. As lesões foram na região do pescoço e a vítima estava no meio de vários objetos. A testemunha. que o é filho da vítima, foi quem nos acionou", informou o sargento Emerson Silva.

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), se deslocou até o local para realizar os primeiros levantamentos e o Instituto Médico Legal (IML) realizou a remoção do corpo.

Mais conteúdo sobre: