Teresina - PI

Empresários fazem carreata para cobrar reabertura do comércio em Teresina

O grupo realizou uma carreata que percorreu as ruas e avenidas da Capital e para pedir ao poder público que sejam apresentados protocolos com as regras necessárias para a reativação comercial.

Germana Chaves
Teresina
Nathalia Carvalho
Teresina
Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

Empresários realizam carreata em defesa da reabertura do comércio

Um grupo de empresários e prestadores de serviços voltou a protestar em Teresina, na manhã deste sábado (30), em favor da retomada das atividades econômicas que estão desativadas, em quase sua totalidade, desde março após decretos que determinaram o isolamento social para conter a disseminação da pandemia de novo coronavírus (Covid-19).

O grupo realizou uma carreata que percorreu as ruas e avenidas da Capital, para pedir ao poder público que sejam apresentados protocolos com as regras necessárias para a reativação comercial.

“Esse é o movimento de todo comércio de Teresina, tanto de empresários quanto de prestadores de serviço. A gente defende que deve se ter o cuidado com o vírus, existe toda uma preocupação, é uma realidade, mas a gente entende que esses cuidados com a disseminação podem andar paralelo com a reabertura do comércio, tanto do comércio quanto de serviço. A gente precisa voltar a trabalhar”, disse Demóstenes Ribeiro, empresário do ramo de academias durante entrevista ao GP1.

"Esse é um movimento que tem como objetivo, mostrar para as autoridades da necessidade de todo comércio e atividades de Teresina retornarem as suas atividades. Logicamente de forma gradual, de forma responsável, de forma a preservar a integridade e saúde de colaboradores e clientes", completou Demóstenes.

O major Diego que também participa do movimento em prol da abertura do comércio afirmou que o intuito é fazer um protesto pacífico apenas para chamar atenção das autoridades acerca dos prejuízos causados pelo fechamento do comércio. “Aqui estão reunidos empresários, trabalhadores, desempregados, pessoas que estão sofrendo com 90 dias de fechamento do comércio decretado pelo governador e pelo prefeito de Teresina. Esse manifesto pacífico e ordeiro pede o retorno do direito constitucional do cidadão brasileiro a trabalhar e sustentar sua família. São mais de 70 mil empregos perdidos para esses decretos", disse.

Primeira manifestação

Na última quinta-feira (28), o mesmo grupo realizou outro manifesto, também pela reativação da vida econômica de Teresina. Na oportunidade, o presidente da Federação do Comércio do Estado do Piauí (Fecomércio), advogado Valdeci Cavalcante, também se posicionou sobre a manutenção do isolamento.

“São 100 dias de pandemia declarada. São 70 dias de isolamento. A população se resignou e colaborou com as autoridades esperando que elas dessem uma resposta positiva no sentido de preparar uma cidade, preparar o estado para o enfrentamento dessa pandemia que é perigosa para todos", afirmou o empresário na oportunidade.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Empresários fazem manifestação pedindo reabertura do comércio em Teresina

Empresários realizam ato pedindo reabertura do comércio em Teresina

Covid-19: empresários decidem reabrir comércio e retomar obras no Piauí