Teresina - PI

Fábio Abreu diz que aceitaria convite de Wellington para ser candidato

“Sem dúvida [aceitaria ser candidato]. Por isso, que afirmo que não pretendo e nem farei uma candidatura por aventura", disse o secretário ao GP1.

Germana Chaves
Teresina
Brunno Suênio
Teresina
Andressa Martins
Teresina
- atualizado

O secretário de Segurança Pública do Piauí, deputado federal Fábio Abreu (PL), falou durante entrevista exclusiva ao GP1 nessa quinta-feira (01), sobre a possibilidade de vir a ser o candidato apoiado pelo governador Wellington Dias (PT-PI) nas eleições de 2020 para Prefeitura de Teresina, conforme antecipou a nossa reportagem em matéria recém-divulgada.

Apesar de afirmar que é precoce falar de composições e apoios, o secretário antecipou que aceitaria encabeçar a missão majoritária, caso o governador o convocasse para ser candidato numa aliança com o Partido dos Trabalhadores.

“Sem dúvida [aceitaria ser candidato]. Por isso, que afirmo que não pretendo e nem farei uma candidatura por aventura. Meu objetivo é ter um feedback da população, lógico que é campanha e você não pode dizer que vai ganhar. O objetivo é que faça esse trabalho, que tenha essa aceitação e com essa aceitação você consiga aprimorar, até porque a gente vai fazer pesquisas qualitativas, quantitativas, realmente se situar e no momento certo declarar os apoios que a gente tiver”, disse o secretário.

Mesmo antecipando que está disposto a se colocar como candidato no pleito do próximo ano em Teresina, Abreu frisou que vai ser cauteloso no momento de decidir se realmente será candidato.

  • Foto: Helio Alef/GP1Fábio AbreuFábio Abreu

“Tenho uma relação muito boa com o governador Wellington Dias. Não é confirmado que serei o candidato do governador, isso é algo que ele próprio reforça essa tese de que vai ficar para o próximo ano. Mas é lógico que para entrar em uma situação de possivelmente ser candidato, precisamos de apoio de grupos que possam fortalecer essa candidatura para que a gente tenha condições de fazer frente”, completou Abreu.

O secretário de Segurança também falou de nomes do PT que poderiam fazer dobradinha com ele em uma chapa majoritária. Cabe colocar que o deputado Franzé Silva sai na frente quando esse é o assunto.

“Acredito que tudo tem que partir de conversa, diálogo e nesse sentido nada foi conversado nem comigo, nem com o Franzé ou Dudu. Acredito sempre que possa ser realmente alguma especulação, mas que também é possível. Não descarto a possibilidade, mas ainda é muito cedo para tratar desses pontos, já fica mais para próximo da convenção. Nesse momento é para conversar com partidos, tem vários outros partidos que também podem fazer parte desse grupo e pleitear essa vice”, finalizou o secretário.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Fábio Abreu é o candidato de Wellington para a Prefeitura de Teresina

Carlos Augusto diz que nome de Fábio Abreu é forte para 2020