Mundo

Família faz campanha para trazer corpo de brasileira morta em Portugal

A família precisa de R$ 30 mil para o translado do corpo da jovem, a motivação do crime ainda está sendo apurada

Jeyson Moraes
Teresina
- atualizado

Os familiares de Camila da Silva Mendes, encontrada morta em uma mala de viagem na última quarta-feira (02), em Portugal, estão realizando uma campanha para trazer seu corpo de Arruda dos Vinhos para Ipatinga, no interior de Minas Gerais. O namorado é apontado como autor do crime.

A campanha está sendo feita pelo pedreiro Werleis da Silva, irmão da vítima. Ele busca arrecadar dinheiro para que os familiares possam enterrar Camila no Brasil, que tinha 30 anos. "O que aconteceu com ela nem a pior pessoa do mundo merece", diz Werleis em entrevista.

O irmão comentou que foi até uma funerária em Ipatinga e descobriu que a família precisa desembolsar cerca de R$ 30 mil para o translado do corpo. Se o enterro for em Portugal, a família também precisa arcar com R$ 16 mil. O pedreiro disse que queria pelo menos a mãe e um acompanhante no enterro da irmã.

O crime

De acordo com a Polícia portuguesa, Camila da Silva Mendes foi assassinada a facadas pelo namorado, que também é seu primo. Ele foi identificado como Robson Mandela, de 38 anos. O corpo de Camila foi encontrado em uma mala de viagem na quarta (02).

Camila e Robson são primos de primeiro grau e se conhecem desde crianças. O primo, no entanto, morava há 15 anos em Portugal e veio ao Brasil há cinco meses, quando começou a se relacionar com a prima.

  • Foto: Facebook/Werleis SilvaCamila da Silva MendesCamila da Silva Mendes

Segundo o irmão, a família não aceitava o namoro dos dois porque segundo o irmão, Werleis, ele era usuário de drogas e bebia muito. "Mas, quando ficamos sabendo, ela já estava com a passagem comprada e com planos de morar com ele na Europa. Não pudemos fazer nada," relatou o irmão.

Camila foi para Portugal com o acusado e trabalhava como garçonete, mas apesar do trabalho, passava necessidades no país. Segundo os familiares de Camila, Robson teria roubado dinheiro da mulher e estaria a ameaçando. O motivo do assassinato ainda está sendo apurado pela Polícia de Portugal.