Teresina - PI

Fiscal é assassinado dentro do Comercial Carvalho no São Joaquim

O crime ocorreu por volta de 15h, quando o fiscal foi abordado e atingido com uma facada no peito, ao tentar conter um suspeito de furto.

Davi Fernandes
Teresina
Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

Funcionário do Comercial Carvalho é assassinado em Teresina

Um fiscal de loja identificado como André Fernandes de Sousa Vale, de 30 anos, foi assassinado com uma facada no peito, na tarde desta terça-feira (22), por volta das 15h, dentro do Comercial Carvalho do bairro São Joaquim, localizado na zona norte de Teresina.

Conforme o capitão Arnaldo, do 9º Batalhão da Polícia Militar (BPM), o acusado estava furtando 2kg de carne quando foi abordado pela vítima, que acabou sendo atingida com um golpe de faca na altura do peito, vindo a óbito no local do crime.

“O indivíduo furtou dois pedaços de carne e o fiscal de loja tentou conter o acusado e acabou sendo esfaqueado na altura do coração, indo a óbito no local”, informou o policial militar.

  • Foto: DivulgaçãoFiscal de loja, André Fernandes de Sousa ValeFiscal de loja, André Fernandes de Sousa Vale

Ainda segundo o capitão Arnaldo, o suspeito já era acostumado a realizar os furtos no supermercado. “No momento estava só a vítima e o acusado, que mora aqui próximo, inclusive a mãe do acusado já está sabendo. De acordo com os funcionários aqui do Comercial Carvalho, ele já tinha o costume de vir aqui e cometer esses furtos, então os funcionários viram ele chegando e acionaram o fiscal de loja”, ressaltou.

Prisão do suspeito

Após o crime, a PM iniciou diligências e conseguiu, junto com a Polícia Civil, realizar a prisão do acusado identificado como Joelson de Oliveira Lima nas proximidades do Rio Parnaíba. “A nossa equipe teve um pouco de dificuldade, mas conseguiu prender ele, na beira do Rio Parnaíba, junto com a Polícia Civil”, disse o capitão Arnaldo.

O Instituto de Medicina Legal (IML) foi acionado para realizar a remoção do corpo da vítima. O suspeito, que ainda não teve o nome revelado, será encaminhado para a Central de Flagrantes. O caso vai ser investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Mais conteúdo sobre: