Teresina - PI

Greco revela cativeiro onde gerente do Itaú ficou sob cárcere privado

O gerente do Itaú, L. M. P, e sua família permaneceram por quase 20 horas em cárcere privado dentro de uma residência localizada na Taboca do Pau Ferrado.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

A Polícia Civil do Piauí, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), divulgou na manhã desta quinta-feira (09), um vídeo do cativeiro em que o gerente do Itaú, L. M. P, e sua família permaneceram por quase 20 horas em cárcere privado dentro de uma residência localizada na Taboca do Pau Ferrado, na zona sudeste de Teresina, sob ameaças de bandidos que conseguiram extorquir R$ 50 mil do gerente.

De acordo com o coordenador do Greco, delegado Tales Gomes, posteriormente, todo o dinheiro foi recuperado com o grupo criminoso, que acabou sendo preso durante as diligências que seguiram da tarde dessa quarta-feira até o meio da noite.

Entenda o caso

O gerente de uma agência bancária do Itaú e sua família foram vítimas de sequestro, na modalidade sapatinho, quando as vítimas ficam sob cárcere e são libertadas no dia seguinte. O crime se deu na noite dessa terça-feira (07) no bairro Gurupi e as vítimas acabaram sendo libertadas por volta de 15h desta quarta-feira (08), na BR 343, na saída de Teresina em direção ao município de Altos. A ação policial, executada pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO) terminou com as prisões de seis acusados.

Conforme o delegado geral da Polícia Civil do Estado do Piauí, Lucy Keiko, as investigações tiveram início na manhã dessa quarta-feira pelas equipes do GRECO, com o apoio do Batalhão de Operações Especiais do Piauí (BOPE) e da Coordenação de Recursos Especiais da Polícia Civil (CORE).

  • Foto: Lucas Dias/GP1Luccy KeikoLuccy Keiko

“Na noite de ontem iniciou um crime de extorsão mediante sequestro. Alguns indivíduos sequestraram a família de um gerente de uma agência bancária aqui de Teresina. Hoje pela manhã o GRECO tomou conhecimento desse fato e passou o dia em diligência com o BOPE e CORE investigando de forma silenciosa para descobrirmos onde estavam as vítimas”, destacou.

De acordo com o delegado Tales Gomes, o gerente foi obrigado a entregar a quantia de dinheiro e logo depois ele a família foram liberados pelos criminosos.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Delegado Tales GomesDelegado Tales Gomes

Ainda conforme o delegado, seis suspeitos foram presos durante a ação. "Prendemos 6 pessoas por envolvimento no sequestro do gerente. Apreendemos todo o dinheiro tirado do banco, três carros e duas armas usadas no crime", acrescentou o delegado Tales Gomes. Os presos serão autuados pelos crimes de organização criminosa; extorsão mediante sequestro; posse ilegal de arma de fogo e tráfico de entorpecentes.

Prisão preventiva decretada

Na manhã desta quinta-feira (09), o juiz Valdemir Ferreira Santos, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, converteu em preventiva, as prisões em flagrante de Tércio Kleber Pereira Castro, Marcelo Santos, Amaury França Silva Lopes, Carlos Lima Araújo, Marcos De Sousa Alves e Thiago Lima Vieira, acusados de sequestrar o gerente do banco Itaú e sua família na última terça-feira (07) no bairro Gurupi, zona sudeste de Teresina.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Decretada preventiva dos acusados de sequestrar gerente do Itaú em Teresina

Greco divulga nomes dos acusados de sequestrar gerente do Itaú em Teresina

Gerente do banco Itaú e família são sequestrados em Teresina