Teresina - PI

Homem é preso após invadir bloqueio da Strans na Avenida Raul Lopes

O homem teve a habilitação recolhida pela Strans e encaminhado à Central de Flagrantes de Teresina.

Jonas Carvalho
Teresina
- atualizado

Um homem identificado pelas iniciais J.A.T. foi preso na noite desse domingo (10), por volta das 19 horas, após invadir o bloqueio realizado pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) na Avenida Raul Lopes, zona leste de Teresina. O condutor, em posse de um veículo modelo Volkswagen Savero, de cor prata, se recusou a fazer o teste do etilômetro.

Em entrevista ao GP1, o agente Hudson Rabelo explicou que aos domingos o trecho da Avenida Raul Lopes, compreendido entre as rotatórias da Universidade Federal do Piauí e do Edifício Euro Business, fica interditado para o livre passeio de pedestres. Segundo Hudson, o homem conduziu o veículo pela ciclofaixa e foi interceptado por uma viatura da Strans nas proximidades da Ponte Estaiada.

  • Foto: Divulgação/ WhatsappO veículo conduzido por um homem foi interceptado nas proximidades da Ponte EstaiadaO veículo conduzido por um homem foi interceptado nas proximidades da Ponte Estaiada

“Ele invadiu o isolamento, a gente fez o gesto de parada e mesmo assim invadiu. Então, pegamos a viatura, perseguimos emitindo o sinal sonoro e ele não parava. O maior agravante foi que ele prosseguiu por dentro da ciclofaixa, onde havia o maior número de pessoas. Então, quando chegou próximo à Ponte Estaiada, a gente se viu obrigado a jogar a viatura para cima dele para parar o veículo”, explicou o agente.

Durante a abordagem, Hudson Rabelo explicou que o condutor do automóvel estava alterado e se negou a fazer o teste do bafômetro. De acordo com o agente, o homem teve a habilitação recolhida pela guarnição e encaminhado à Central de Flagrantes de Teresina.

“Quando ele desceu do veículo foi com a camisa aberta, fechecler aberto, estava alterado. Convidamos ele a fazer o teste do etilômetro, mas ele recusou. A gente fez o recolhimento da CNH dele para que depois o DETRAN instaure o processo de suspensão do direito de dirigir”, finalizou.