Teresina - PI

Instituto GP1: Silas, Lourdes e Sílvio Mendes são os mais rejeitados

A pesquisa foi realizada entre os dias 27 e 30 de novembro de 2019 com 1.126 eleitores distribuídos por cotas de sexo, idade, escolaridade e renda familiar.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O apresentador Silas Freire (Republicanos) aparece com o maior índice de rejeição, de 19,3%, na pesquisa estimulada que foi realizada pelo Instituto GP1 para a disputa pela Prefeitura de Teresina no próximo ano.

O levantamento foi realizado entre os dias 27 e 30 de novembro de 2019 com 1.126 eleitores distribuídos por cotas de sexo, idade, escolaridade e renda familiar. A margem de erro é de 2,92% para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

  • Foto: GP1Silas Freire, Lourdes Melo e Sílvio MendesSilas Freire, Lourdes Melo e Sílvio Mendes

Com a segunda maior rejeição está Lourdes Melo com 15,1%, seguida de Sílvio Mendes (sem partido) 12,9%; Fábio Abreu (PL) com 8,5%; Kleber Montezuma (PSDB) 7,1% e Fábio Novo (PT) com 6,7%.

Logo depois aparece Dr. Pessoa (MDB) com 5,7%; Georgiano Neto (PSD) com 5,2%; Evandro Hidd (PDT) com 2,5% e Fábio Sérvio (PROS) com 1,7%. Os que disseram que não votariam em nenhum dos nomes apresentados, nulo ou branco foram 9,5%. Já os que disseram que não sabiam foram 4,7% e os que preferiram não responder foram de 1,1%.

Se a eleição fosse hoje, em qual destes candidatos você não votaria de jeito nenhum para prefeito de Teresina?
  • Silas Freire
    Silas Freire
    19,30%
  • Lourdes Melo
    Lourdes Melo
    15,10%
  • Sílvio Mendes
    Sílvio Mendes
    12,90%
  • Fábio Abreu
    Fábio Abreu
    8,50%
  • Kleber Montezuma
    Kleber Montezuma
    7,10%
  • Fábio Novo
    Fábio Novo
    6,70%
  • Dr. Pessoa
    Dr. Pessoa
    5,70%
  • Georgiano Neto
    Georgiano Neto
    5,20%
  • Evandro Hidd
    Evandro Hidd
    2,50%
  • Fábio Sérvio
    Fábio Sérvio
    1,70%
  • Nenhum/ Nulo/ Branco
    9,50%
  • Não sabe
    4,70%
  • Não respondeu
    1,10%
Fonte: Instituto GP1 de Pesquisa

NOTÍCIA RELACIONADA

Instituto GP1: Dr. Pessoa 33,7%; Fábio Abreu 17,8% e Sílvio Mendes 15,4%