Teresina - PI

Juiz manda soltar homem que tentou aplicar golpe em loja da Yamaha

O juiz Jorge Cley Martins Vieira considerou que não foi necessário decretar a prisão preventiva devido ao crime ter sido realizado sem o uso de violência ou grave ameaça contra a vítima.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

O juiz Jorge Cley Martins Vieira, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina concedeu liberdade provisória para Francisco de Sousa Neto, acusado de tentar aplicar um golpe em na concessionária de motocicletas Mundo Sam Yamaha, na Rua Paissandu, no Centro de Teresina. A decisão é desta terça-feira (13).

Nos autos, o magistrado considerou que não foi necessário decretar a prisão preventiva devido ao crime ter sido realizado sem o uso de violência ou grave ameaça contra a vítima. “Tendo em visto que a circunstância fática narrada não evidencia a gravidade concreta da conduta apta a ensejar a decretação da segregação cautelar do mesmo, pois o crime não foi cometido com violência ou grave ameaça contra a vítima”, destacou.

Ainda segundo o juiz, em circunstância de liberdade o acusado não provocaria risco à ordem pública. “No caso, as circunstâncias em que ocorreram o suposto fato criminoso não indicam concretamente que o autuado, em liberdade, colocaria em risco à ordem pública econômica, a instrução criminal ou a aplicação da lei penal”, considerou.

Com a liberdade concedida, o acusado deve comparecer a cada dois meses na Central Integrada de Alternativas Penais (CIAP), comparecer sempre que for intimado e não poderá deixar a comarca de Teresina por mais de 15 dias.

Entenda o caso

Francisco de Sousa Neto foi preso ontem (12), em flagrante junto com Rafael Almeida Lima, ambos tentando aplicar um golpe em uma concessionária de motocicletas localizada na Rua Paissandu, no centro de Teresina.

De acordo com o coordenador do Grupo de Apoio Operacional (GAO) da Polícia Civil do Piauí, Joatan Gonçalves, a dupla que já estava sendo alvo de investigação tinha acesso a documentos de pessoas de cidades do interior do Piauí e Maranhão e em seguida os falsificava para financiar veículos na Capital.

Rafael Almeida Lima e Francisco de Sousa Coelho Neto foram autuados por crime de estelionato e uso de documento falso.

NOTÍCIA RELACIONADA

Dupla é presa ao tentar aplicar golpe em concessionária de Teresina