Curralinhos - PI

Mãe de bebês encontrados mortos em Curralinhos vira ré na Justiça

A decisão do juiz de direito Sílvio Valois Cruz Júnior, da Vara Única da Comarca de Monsenhor Gil, é desta quarta-feira (16).

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O juiz de direito Sílvio Valois Cruz Júnior, da Vara Única da Comarca de Monsenhor Gil, recebeu denúncia contra Hildelene de Sousa Lima, 26 anos, mãe dos gêmeos recém-nascidos que foram encontrados mortos em um matagal no município de Curralinhos, em novembro do ano passado.

Ela foi denunciada pelo Ministério Público do Estado do Piauí por abandono de incapaz. A decisão do juiz que tornou Hildelene ré é desta quarta-feira (16).

O magistrado determinou a citação de Hildelene para que responda a acusação por escrito, no prazo legal de 10 dias. Na resposta, ela poderá arguir preliminares e alegar tudo o que interesse à defesa, oferecer documentos e justificações, especificar provas pretendidas e arrolar testemunhas, qualificando-as e requerendo sua intimação.

Relembre o caso

Dois gêmeos recém-nascidos foram encontrados em um matagal no município de Curralinhos, no início da madrugada do dia 7 de novembro de 2018. A suspeita de abandonar os bebês, com aproximadamente 8 meses de gestação, é a própria mãe, que na época foi encaminhada para o Hospital de Demerval Lobão.

De acordo com o tenente-coronel Raimundo Rodrigues, a Polícia Militar foi acionada por volta de 00h04, através do Conselho Tutelar do município. “Eram dois gêmeos, que foram encontrados em um matagal. Eles foram encaminhados para a UPA de Curralinhos e depois recolhidos pelo IML. Já a mãe, Hildelene de Sousa Lima, foi conduzida para o Hospital de Demerval Lobão”, destacou o comandante de Policiamento Metropolitano II.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Laudo aponta que bebês abandonados em Curralinhos nasceram vivos

Gêmeos recém-nascidos são encontrados em matagal em Curralinhos