Brasil

Marcelo Odebrecht entrega à PGR e-mails contra Guido Mantega

Além de Mantega, são citados os deputados Carlos Zarattini (PT-SP) e o ex-deputado Cândido Vacarezza, que teriam juntamente com o ex-ministro, recebido propina.

ANDRESSA MARTINS
DE TERESINA
- atualizado

A Procuradoria Geral da República (PGR) recebeu do empresário Marcelo Odebrecht e-mails que indicam que o ex-ministro Guido Mantega, da Fazenda, tinha “ciência plena” sobre o esquema de propina na compra de um imóvel por R$ 817 milhões, feito pela Previ (fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil).

  • Foto: Pablo Valadares/Estadão ConteúdoGuido MantegaGuido Mantega

Além de Mantega, são citados os deputados Carlos Zarattini (PT-SP) e o ex-deputado Cândido Vacarezza, que teriam juntamente com o ex-ministro, recebido propina no negócio entre a empreiteira Odebrecht e a Previ. A negociação foi citada nas delações premiadas dos executivos Paulo Melo e Paul Altit.

De acordo com as delações, os parlamentares procuraram a empresa para oferecer ajuda nas negociações da Previ e fizeram um acordo de “colaborações eleitorais futuras”. Assim, Marcelo Odebrecht havia conversado com o ex-ministro Guido Mantega sobre o caso. Em poucos meses o negócio foi concluído.

Mais conteúdo sobre: