Campo Maior - PI

MP apura irregularidades na gestão do ex-prefeito Joãozinho Félix

A portaria nº 086/2017 foi assinada pelo promotor de Justiça Maurício Gomes de Souza e publicada no Diário do MP desta terça-feira (21).

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí abriu inquérito civil para investigar irregularidades na gestão do ex-prefeito de Campo Maior, Joãozinho Félix. A portaria nº 086/2017 foi assinada pelo promotor de Justiça Maurício Gomes de Souza e publicada no Diário do MP desta terça-feira (21).

O objetivo é investigar denúncia registrada em 26 de abril de 2017 de que o ex-prefeito João Félix de Andrade Filho contratou diversas pessoas para a função de gari, pagando-lhes valor a menor que o efetivamente empenhado e liquidado, no ano de 2009.

O promotor destacou que apesar do tempo desde o fato a ser investigado, tendo Joãozinho Félix ter deixado o cargo de prefeito municipal de Campo Maior apenas em dezembro de 2012, o caso é passível, ainda, de interesse jurídico e, por isso, merece investigação.

Ainda de acordo com a portaria, é dever de todo e qualquer gestor público comportar-se conforme os ditames legais, pelo que eventual diferença entre o valor efetivamente pago por quinzenas a servidores públicos e o valor empenhado e liquidado pode, se comprovado, ensejar ato de improbidade administrativa.

Outro lado

Procurado na tarde desta terça-feira (21), o ex-prefeito Joãozinho Félix não foi localizado para comentar a denúncia. O GP1 continua aberto para quaisquer esclarecimentos.