Política

Patrimônio de Aécio Neves triplicou entre 2014 e 2016

A informação está disponível nos documentos da Receita Federal, anexados em ação no Supremo Tribunal Federal (STF).

NAYRANA MEIRELES
DE TERESINA
- atualizado

Reportagem da Folha de S. Paulo releva que o patrimônio declarado pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), triplicou entre 2014 e 2016. A informação está disponível nos documentos da Receita Federal, anexados em ação no Supremo Tribunal Federal (STF).

O avanço no patrimônio foi de R$ 2,5 milhões em 2015 para R$ 8 milhões em 2016. A Receita aponta que o senador vendeu para sua irmã, Andrea Neves, cotas da Rádio Arco Íris, em outubro de 2016, pelo valor de R$ 6,6 milhões, em 48 parcelas. As mesmas cotas foram adquiridas pela mãe de Aécio, em 2012, pelo valor de R$ 700 mil.

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoAécio NevesAécio Neves

Em nota, a assessoria de Aécio afirmou que a informação divulgada sobre o "salto no patrimônio" é "falsa e absurda", afirmando que "não houve qualquer aumento no seu patrimônio", mas sim uma valorização.

O ministro Marco Aurélio Mello, do STF, determinou a quebra do sigilo fiscal de Aécio em dezembro do ano passado, por meio de uma ação cautelar que tramita junto com o inquérito que investiga se Aécio teria pedido R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, da JBS.

MATÉRIAS RELACIONADAS

Marco Aurélio determina quebra de sigilo bancário e fiscal de Aécio Neves

PF aponta que Aécio Neves usava celulares de laranjas

MAIS NA WEB