Teresina - PI

PM-PI apresenta Planejamento de Segurança para as Eleições 2020

De acordo com a Polícia Militar, serão empregados 186 policiais militares e 135 guardas civis, em Teresina, e 3.313 no interior.

Kamilo Carvalho
Teresina
- atualizado

A Polícia Militar do Piauí (PM-PI) apresentou, em reunião realizada nessa quarta-feira (07), o plano de policiamento da entidade para as Eleições Municipais 2020 ao Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI). A reunião ocorreu por videoconferência e foi convocada pela presidência do tribunal.

De acordo com a informações da Polícia Militar, está prevista a presença de um oficial (major, tenente ou coronel) junto ao Juízo Eleitoral e de um policial militar em cada local de votação do Estado. Teresina não é incluída, pois a Guarda Municipal de Teresina atuará na segurança das eleições na capital. Serão empregados nesse processo 186 policiais militares e 135 guardas civis, em Teresina, e 3.313 no interior.

De acordo com Silvani Maia Resende Santana, integrante da Secretaria de Administração, Orçamento e Finanças (SAOF) do TRE-PI, cerca de 90% de todo o contingente da PM-PI será empregado. “Serão utilizados 83 veículos a serviço da Justiça Eleitoral sendo 54 ônibus, 22 micro-ônibus e sete vans. Todos os veículos terão lotação máxima estabelecida em 50% de sua capacidade em respeito às normas de distanciamento social devido a pandemia e contarão em seu interior com os equipamentos de proteção individual (EPI) disponibilizados aos policiais, além de álcool em gel”, explicou.

As tropas vão começar a ser deslocadas no dia 12 de novembro e retornarão aos batalhões após o término da votação e apuração. Haverá ainda uma reserva técnica de dois oficiais e vinte praças de prontidão no Quartel do Comando Geral e mais 40 policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) disponíveis para emprego emergencial.