Política

Polícia Federal deflagra 19ª fase da Operação Lava Jato

Dentre os mandados judiciais, está a pedido de prisão preventiva contra o ex-executivo da Engevix José Antunes Sobrinho.

VALBIA DE SOUSA, DO GP1

Na manhã desta segunda-feira (21), a Polícia Federal deflagrou a 19ª fase da Operação Lava Jato. A operação está acontecendo em Florianópolis, São Paulo e Rio de Janeiro. Dentre os mandados judiciais, está a pedido de prisão preventiva contra o ex-executivo da EngevixJosé Antunes Sobrinho. O ex-executivo é investigado por pagamento de propina da empresa para a Eletronuclear.

Imagem: DivulgaçãoPolícia Federal deflagra 19ª fase da Operação Lava Jato(Imagem:Divulgação )Polícia Federal deflagra 19ª fase da Operação Lava Jato

De acordo com oG1, cerca de 35 agentes federais participam da operação batizada "Nessum Dorma", que quer dizer, "ninguém dorme". Serão cumpridos 11 mandados judiciais, sendo um de prisão temporária, um de preventiva, sete de busca e apreensão e dois de condução coercitiva.

Nova fase


Os trabalhos dessa nova etapa estão relacionados com as investigações das fases anteriores. Os policiais informaram que a nova investigação está relacionada a um denunciado e a empreiteiras já investigadas na Lava Jato.

De acordo com a Polícia Federal, as investigações pretendem apurar se as pessoas investigadas intermediaram pagamento de vantagens indevidas e agentes públicos e políticos no exterior, em decorrência de contratos celebrados na diretoria Internacional da Petrobras.

Uma das empresas investigadas com sede no Brasil recebeu cerca de R$ 20 milhões, entre 2007 e 2013, de empreiteiras investigadas no esquema de corrupção da estatal. O dinheiro seria para obter favorecimento em contratos com a Petrobras.

Prisão temporária

Com prazo de cinco dias, a prisão temporária pode ser prorrogada pelo mesmo período ou convertida em preventiva. Todos os presos dessa nova fase serão levados para a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

18ª fase da Operação Lava Jato

A Policia Federal deflagrou no dia 13 de agosto a 18ª fase da Operação Lava Jato. Foram cumpridos 11 mandados judiciais, sendo um de prisão temporária e dez de busca e apreensão. As ações se concentraram em Brasília, Porto Alegre, São Paulo e Curitiba. O operação foi batizada de batizada de "Pixuleco II".