Seoul - KOR

Prefeito de Seul é encontrado morto na Coreia do Sul

Park Won-soon era prefeito desde 2011 e tinha 64 anos; corpo foi encontrado um dia após secretária ter acusado Park de assédio sexual.

Por  Estadão Conteúdo
- atualizado

A polícia da Coreia do Sul confirmou nesta quinta-feira, 9, ter encontrado o corpo do prefeito de Seul, Park Won-soon, cujo desaparecimento havia sido relatado por sua família horas antes, informou a agência de notícias Yonhap. A causa da morte não foi imediatamente revelada.

Um agente da polícia explicou que o corpo de Park, de 64 anos, foi encontrado no Monte Bukak, no Distrito de Jogno, norte da capital sul-coreana e perto de onde ele foi visto pela última vez depois de sair de casa nesta quinta-feira. Horas antes, a família havia relatado seu desaparecimento, afirmando que ele deixou "uma carta que se assemelhava a um testamento" e desligou seu celular.

De acordo com informações de duas emissoras de televisão locais, o prefeito desapareceu um dia após uma secretária da prefeitura ter acusado Park de assédio sexual desde o ano de 2017.

Cerca de 580 policiais sul-coreanos procuraram pelo prefeito. As autoridades usaram cães farejadores e drones para realizar as buscas na capital sul-coreana. A Agência de Polícia Metropolitana de Seul informou que o sinal telefônico foi detectado pela última vez perto de Sungbuk-dong, também no norte da capital.

Park deixou a residência oficial por volta das 10h40 (hora local) usando um chapéu preto e uma mochila após cancelar uma reunião de política marcada para a manhã de quinta.

Prefeito de Seul desde 2011, Park teve um papel importante nas enormes manifestações que ajudaram a levar à deposição da ex-presidente Park Geun-hye em 2017.

Como prefeito da cidade de quase 10 milhões de habitantes, Park era o segundo político mais influente do país, atrás apenas do presidente, e desempenhou um papel de destaque na resposta à pandemia de coronavírus. Ele era visto como um potencial candidato à presidência pelos liberais nas eleições de 2022.

Mais conteúdo sobre: