Parnaíba - PI

Prefeito Mão Santa autoriza retorno gradual do comércio em Parnaíba

A liminar acatada pela juíza Anna Victoria Muylaert, da 4ª Vara da Comarca de Parnaíba, que suspendia o decreto municipal de funcionamento do comércio, encerrou nesta segunda-feira (13).

Davi Fernandes
Teresina
Fábio Wellington
Teresina
- atualizado

Após reunião com assessores e com o procurador-geral do município, Ricardo Mazulo, nesta terça-feira (14), o prefeito de Parnaíba, Mão Santa, decidiu autorizar o retorno gradual das atividades econômicas da cidade, seguindo recomendações de segurança dos órgãos competentes contra o novo coronavírus (Covid-19). A Vigilância Sanitária fará toda a orientação necessária aos comerciantes e a população quanto aos procedimentos de prevenção.

A liminar acatada pela juíza Anna Victoria Muylaert, da 4ª Vara da Comarca de Parnaíba, que suspendia o decreto municipal de funcionamento do comércio, encerrou nesta segunda-feira (13), após 15 dias de validade. Não havendo prorrogação da decisão por parte da magistrada, o prefeito resolveu adotar a medida como forma de manter empregos.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Prefeito Mão Santa  Prefeito Mão Santa

Em entrevista ao GP1, o procurador Ricardo Mazulo informou que a decisão judicial foi integralmente cumprida e com isso, a partir de hoje volta a valer o decreto que possibilita a abertura de forma responsável e com todos os cuidados, como distanciamento, não aglomeração, e o uso de máscaras e cuidados que as empresas devem ter para o não contágio das pessoas, além da disponibilidade de álcool gel na entrada dos estabelecimentos para a população e seus funcionários.

“A medida tinha um prazo de 15 dias e já acabou ontem, nós cumprimos a decisão durante esses dias. O prefeito Mão Santa chamou hoje a equipe de comunicação para que fossem reforçados os cuidados necessários para evitar a doença, como aglomerações, distanciamento, uso de máscara, ter álcool gel no local. O prefeito também chamou a Vigilância Sanitária para fiscalizar as regras”, informou.

Casos de infectados no Piauí

Boletim divulgado nesta segunda-feira (13) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) aponta que subiu para 8 o número de mortes por coronavírus (covid-19) no Piauí. A quantidade de casos confirmados também aumentou, passando para 58.

Os casos confirmados subiram de 51 para 58, ou seja, 7 novos casos confirmados nas últimas 24 horas. 1483 casos já foram descartados. Todos os novos casos são de mulheres, sendo uma de Pimenteiras, de 44 anos; uma de Caracol de 83 anos e as demais de Teresina, com idades de 37, 27, 57 anos e duas com 29 anos.

A última morte por covid-19 ocorreu na tarde desta terça (13), um senhor de 63 anos, do município de Piracuruca. Ele morreu no Hospital Getúlio Vargas (HGV), em Teresina. Segundo o prefeito de Piracuruca, Dr. Raimundo, o paciente tinha problemas cardíacos e havia retornado de São Paulo (SP) há cerca de 10 dias.

Outros óbitos

As outras sete mortes por coronavírus foram as do casal de idosos Jomar Pereira da Silva e Marlúcia Pereira da Silva, que faleceram no mesmo dia, 26 de março; do prefeito de São José do Divino, Antônio Felícia, no dia 27; do empresário de Parnaíba, Oderman Bittencourt, que morreu no dia 30 de março; do empresário Nogueira Neto, que faleceu no dia 07 de abril; da jovem teresinense de 22 anos, no dia 09; e do morador do bairro Dirceu, de 56 anos, que teve a morte anunciada no dia 08 de abril.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Piauí possui 8 mortes e 58 casos confirmados de coronavírus

Piauí tem 116 pacientes internados com suspeita de coronavírus

Homem de 63 anos morre de Covid-19 no Hospital Getúlio Vargas

Mais conteúdo sobre: