Assunção do Piauí - PI

Prefeito Netinho é acusado de trocar cargos por votos em Assunção do Piauí

O candidato a vereador em Assunção do Piauí, Valdeci Alves Pereira, ingressou Ação de Investigação Judicial Eleitoral onde pede a cassação do registro da candidatura de Netinho.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

O candidato a vereador em Assunção do Piauí, Valdeci Alves Pereira (PP), entrou com Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) contra o prefeito da cidade, Netinho (PSD), acusado de abuso de poder político e econômico, por ter supostamente utilizado recursos públicos para favorecer sua candidatura à reeleição. A denúncia diz que o gestor teria contratado neste ano, sem realização de concurso, mais de 100 servidores em troca de votos.

Segundo a ação, que foi ajuizada no dia 30 de outubro deste ano e tramita na 39ª Zona Eleitoral do Piauí, o prefeito e seu vice “com o intuito de agaranhar voto a sua própria reeleição ao mesmo cargo que disputa, contratou, sem concurso, teste seletivo ou qualquer outra forma de seleção uma gigantesca quantidade de eleitores e vem mantendo pagamentos mês a mês à custa dos recursos públicos municipais de Assunção do Piauí”.

  • Foto: Reprodução/FacebookPrefeito NetinhoPrefeito Netinho

No documento constam, ao todo, 112 servidores que foram contratados com salários que variam entre R$ 211,00 e R$ 13.528,00 (treze mil e quinhentos e vinte e oito reais).

Ainda de acordo com a denúncia do vereador, a conduta foi praticada dentro deste ano eleitoral e a contratação das pessoas foram para cargos que sequer existem, que não foram devidamente criados por Lei e que apresenta a ausência de atendimento dos requisitos. Ele alega ainda que tal prática "vem sendo repetida pela administração municipal de Assunção do Piauí, configurando, de forma clara, o desvio ou abuso do poder de autoridade e o abuso do poder econômico, praticados pelos ora demandados".

Pedidos

Diante disso, a ação pede que os acusados tenham os registros de candidaturas cassados; que o atual prefeito seja declarado inelegível; que o diretório municipal do PSD no município e todos os representados sejam condenados a aplicação de multa; que sejam desconsiderados os efeitos de nomeação a todos os servidores ilegais e que o Ministério Público Eleitoral intervenha com a cassação dos candidatos.

Outro lado

O prefeito não foi localizado pelo GP1.

Mais conteúdo sobre: