Eleições 2020

Progressistas de Ciro Nogueira tenta suspender prazo de filiações

"Tem muitas pessoas que são médicos, são delegados, são policias que vão ter que se afastar para serem candidatos", argumentou Ciro.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

Por conta da pandemia do novo coronavírus, o Progressistas do senador Ciro Nogueira, decidiu ingressar com uma Ação de Inconstitucionalidade (ADI) com pedido de ação cautelar para suspender, por 30 dias, o prazo de filiações partidárias, que encerram no próximo sábado (04/04).

Ciro já vem defendo o adiamento do pleito deste ano para realização de eleições unificadas em 2022 devido ao coronavírus (covid-19). Ele argumenta que a pandemia acabou inviabilizando o processo eleitoral e lembrou que muitos pré-candidatos desempenham ofícios estratégicos para o combate a pandemia.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Ciro Nogueira, Senador Ciro Nogueira, Senador

“Queremos prorrogar, esse prazo está comprometido. As pessoas não estão conseguindo fazer suas reuniões, atrair novos filiados. Acho que temos que prorrogar os prazos. Seja o primeiro prazo das desfiliações, a questão das desincompatibilizações”, disse o senador.

“É muito mais importantes essas pessoas estarem em seus cargos, no seu ofício, porque tem muitas pessoas que são médicos, são delegados, são policias que vão ter que se afastar para serem candidatos. Eu acho importante prorrogarmos esses prazos”, acrescentou o senador ao GP1.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Após alerta de Mandetta, Ciro volta atrás e sugere adiamento das eleições

Coronavírus: Ciro pede a Mandetta urgência na liberação de recursos