Teresina - PI

Progressistas deve formar bloco com PTB e PT na Alepi

“Eu fiz um entendimento com o presidente [da Alepi] Themístocles Filho que só depois da posse, na leitura do governador, nós vamos criar nossos blocos", disse Júlio Arcoverde.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

Progressistas, PT e PTB deverão formar um bloco na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). O ajuntamento fortalece as legendas na busca por comissões técnicas e demais espaços no parlamento estadual. O presidente do PP no Estado, o deputado estadual Júlio Arcoverde disse ao GP1 neste sábado (02), que somente após a leitura da Mensagem Anual do governador Wellington Dias (PT), que será realizada nesta segunda-feira (04), é que os três partidos sentarão para discutir a estratégia mais viável. O trio junto totaliza 12 parlamentares.

“Eu fiz um entendimento com o presidente [da Alepi] Themístocles Filho que só depois da posse, na leitura do governador, nós vamos criar nossos blocos e discutir essa participação do partido. Nós temos hoje um acordo com o PT e com o PTB. Então somando aí dá uns 12 deputados e a gente vai viabilizar para ver como é que fica melhor formar o bloco, para ter uma participação maior”, explicou Arcoverde.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Deputado Júlio Arcoverde durante reunião no KarnakDeputado Júlio Arcoverde durante reunião no Karnak

Blocos formados

O MDB, que é maior bancada da Assembleia com seis deputados, está formando com o PDT. A oposição também já está articulada e o grupo conta com quatro parlamentares: Teresa Britto (PV), Evaldo Gomes (PTC), Marden Menezes (PSDB) e Gustavo Neiva (PSB).

Outro bloco também já bateu o martelo e conta com a participação dos seguintes deputados: Oliveira Neto (PPS), Georgiano Neto (PSD), Gessivaldo Isaías (PRB), Coronel Carlos Augusto (PR), Dr. Hélio Oliveira (PR) e Fábio Xavier (PR). O ajuntamento soma seis legisladores.